COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

24 de Julho, 2019 - 10:50 ( Brasília )

OneWeb Satellites e Airbus transformam a indústria espacial com a primeira instalação para produção de satélites em quantidade


A OneWeb Satellites - uma joint venture da OneWeb e da Airbus - inaugurou oficialmente hoje a primeira instalação do mundo para a produção em grande quantidade e em alta velocidade de satélites avançados para levar conexão de internet transformadora para todos, em todo lugar.

 

Historicamente, satélites são construídos sob medida, custando dezenas de milhões de dólares para serem produzidos e mais de um ano para a conclusão de apenas um. A instalação da OneWeb Satellites é a primeira a aplicar técnicas de produção em massa em escala industrial para satélites, reduzindo drasticamente os custos e o tempo de produção e entregando um satélite por turno de produção ou dois ao dia, ao mesmo tempo em que expande significativamente a conectividade de internet e torna a tecnologia espacial mais acessível.

 

"A OneWeb Satellites e seus parceiros estão transformando as indústrias espacial e de satélites. Ao produzir satélites de alta qualidade com uma fração do custo e do tempo de fabricantes tradicionais, não estamos apenas permitindo que a OneWeb conecte o planeta. Estamos tornando o espaço mais acessível a todos", afirma Tony Gingiss, CEO da OneWeb Satellites.

 

As capacidades da unidade de produção irão suportar o aumento dinâmico da rede OneWeb, começando com uma constelação de 650 satélites e aumentando para 1.980 satélites entregando uma conectividade global.

 

Com metade da população mundial off-line e com a conexão de internet inconsistente ainda sendo um problema com pessoas viajando mais por oceanos ou por ar, os satélites de comunicação de alta performance construídos nessa fábrica permitirão acesso à internet de alta velocidade, o que pode colaborar para avanços em saúde, educação e economia.

 

"Esse é um momento crítico para a história da OneWeb e da indústria espacial. Com a inauguração de hoje estamos um passo mais próximos de conectar os desconectados, beneficiando sociedades em todo o mundo", afirma Adrian Steckel, CEO da OneWeb. "Conforme nos preparamos para mais lançamentos de satélites no final do ano, essa unidade de produção permitirá que entreguemos conectividade global em algumas áreas a partir do ano que vem e globalmente em 2021."

 

A fábrica de cerca de 14 mil metro quadrados, com duas linhas de produção capazes de produzir dois satélites por dia, está ajudando a revitalizar a Costa Espacial da Flórida com 250 novos empregos em alta tecnologia e 3 mil empregos indiretos na rede de fornecimento.

 

Oficiais do governo, incluindo o Secretário Americano de Comércio Wilbur Ross, o senador americano Rick Scott, o representante Bill Posey, o presidente da Comissão Federal de Comunicações (FCC) Ajit Pai, a Secretária de Estado Adjunta para Assuntos Econômicos e Comerciais Manisha Singh, executivos e líderes comunitários da Merritt Island, na Flórida, próximo ao Centro Espacial Kennedy, compareceram à inauguração oficial com a equipe.

 

Para a Airbus, a nova instalação é o mais novo passo no crescimento contínuo e consagrado dos processos industriais, criação de empregos e investimentos nos Estados Unidos. A Airbus utiliza 450 fornecedores americanos em mais de 40 estados e gastou mais US$ 187 bilhões nos Estados Unidos desde 1990. Os investimentos da Airbus nos Estados Unidos apoiam mais de 275 mil empregos no país.

 

"A Airbus está fabricando produtos de todas as nossas divisões comerciais no Estados Unidos - aeronaves comerciais, helicópteros e agora satélites", afirma C. Jeffrey Knittel, Presidente e CEO da Airbus Americas. "Levamos as nossas parcerias com as comunidades em que fazemos negócio a sério, e temos orgulho em contribuir com a nossa expertise em manufatura aeroespacial para a Costa Espacial com 250 novos empregos em alta tecnologia na Flórida. Estamos igualmente animados em receber esses novos funcionários na equipe da Airbus OneWeb Satellites nos Estados Unidos."

 

A tecnologia de manufatura revolucionária da OneWeb Satellites e a unidade de produção também representam uma enorme oportunidade para outros clientes comerciais e governamentais, oferecendo a usuários finais uma economia drástica e abrindo espaço para missões que até então eram impensáveis.

 

"A avenida para um potencial humano ainda não explorado deve ser pavimentada no espaço", afirma o Secretário de Comércio Wilbur Russo. "A indústria privada é um parceiro importante nesses esforços e estamos no caminho para uma economia espacial de US$ 1 trilhão e motivando uma nova revolução tecnológica em órbita."

 

"Desde o meu primeiro dia como presidente da FCC a minha prioridade foi diminuir a desigualdade digital e trazer os benefícios da era digital para todos os americanos. Promover tecnologias inovadoras é crítico para alcançar essa prioridade. Constelações de satélites têm a capacidade de entregar serviços de banda larga usando uma nova geração de tecnologias de satélites em órbita terrestre baixa. É por isso que a FCC, sob o meu comando, aprovou a proposta da OneWeb e é por isso que eu tenho o prazer de comparecer na inauguração da unidade de produção da OneWeb Satellite. Na FCC, continuamos a trabalhar para permitir o acesso à internet rápida em todo o país.”, acrescenta Pai, presidente da FCC.
 

Números importantes de produção e satélite

 

  • A unidade é capaz de produzir até dois satélites por dia, um por turno de linha de produção. Fabricantes tradicionais geralmente levam mais de um ano para produzir um único satélite.
  • A instalação pode produzir um satélite por aproximadamente 1/50 do custo de um fabricante tradicional.
  • Massa total da espaçonave - 150 kg
  • Massa de carga paga - 60 kg
  • Propulsão - Elétrica (Xenon HET)
  • A vida de design dos satélites será maior do que sete anos em uma órbita de 500 km e maior do que cinco anos em uma órbita de 1.200 km.