COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

07 de Outubro, 2011 - 13:30 ( Brasília )

Thales discute projeto da indústria aeroespacial brasileira em Congresso Latino Americano de Satélites 2011

iretor Geral abordará trajetória global em satélites de defesa e parcerias público-privadas

Thales, líder mundial em satélites de comunicações para os mercados civil e militar, além de líder europeia em sistemas de satélite por meio da joint-venture Thales Alenia Space, participa hoje do Congresso Latino Americano de Satélites 2011, no Rio Othon Palace Hotel, no Rio. 

O Diretor Geral da Thales no Brasil, Laurent Mourre, integrará o painel de encerramento "O novo projeto da indústria aeroespacial brasileira – o papel do satélite na defesa e complementariedade Governo/ iniciativa privada"e apresentará a trajetória de sucesso que levou o grupo à liderança no segmento na Europa.

Com mediação do jornalista Rubens Glasberg, a discussão contará também com representantes dos Ministérios daDefesa e das Comunicações, Aeronáutica, Agência Espacial Brasileira (AEB), Embraer, Mectron e Telebrás.
 
A participação no evento reforça o interesse da Thales em ampliar sua presença no segmento de satélites no Brasil. "Estamos dispostos a apoiar iniciativas da indústria brasileira que visem ao atendimento das necessidades do país", afirma Mourre.
 
A Thales, por meio da Thales Alenia Space, mantém um amplo portfólio de soluções que atendem mundialmente o setor de Defesa e Segurança. A Thales tem sólida experiência na área de comunicações militares (em particular Syracuse e Sicral), além de vasta atuação em satélites duais de comunicação civil e militar, inclusive no Brasil com os satélites Star One C1 e C2 nas bandas C, KU e X. AThales está envolvida em dois programas de sensoriamento remoto da Terra via satélite, por meio da sua subsidiária Omnisys: CBERS 3 e 4, que estão sendo desenvolvidos em parceria com o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e com a CAST (China Academy of Space Technology).
 
O Congresso Latino Americano de Satélites tratará também temas como o papel do satélite na universalização da banda larga, o crescimento explosivo do DTH, além de novas aplicações em comunicação marítimas, metereologia, imagem e sensoriamento remoto.