COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço

20 de Setembro, 2011 - 10:50 ( Brasília )

Satélites Galileo da Astrium recebem chancela da Agência Espacial Europeia

Os dois primeiros equipamentos serão colocados em órbita em outubro deste ano e farão parte do projeto da União Europeia para criação de um sistema global de localização via satélite

A Agência Espacial Europeia acaba de concluir sua revisão técnica e conceder a chancela aos dois primeiros satélites de validação em órbita (IOV, na sigla em inglês) da série Galileo, desenvolvidos pela Astrium. A decisão representa um marco importante no programa espacial europeu, cujo objetivo é fornecer alta precisão nos serviços de navegação utilizando uma infraestrutura de satélites.
 
Além da supervisão da evolução dos satélites Galileo, a Astrium estará envolvida nas atividades de solo e suporte ao sistema. Recentemente, a companhia conquistou um contrato no valor de 73,5 milhões de euros pela Agência Espacial Europeia, em nome da União Europeia, para ser o contratante principal para o projeto Galileo.
 
No último dia 7 de setembro, o primeiro dos quatro satélites da constelação Galileo chegou ao Centro Espacial Europeu na cidade de Kourou, na Guiana Francesa, de onde partirá junto com o segundo satélite no primeiro voo Soyuz previsto para o final do mês de outubro.
 
Em 2012 serão lançados o terceiro e o quarto satélites Galileo, que também estão sendo desenvolvidos pela Astrium. Uma vez em órbita, os equipamentos irão validar o projeto do sistema Galileo - quatro satélites são o mínimo necessário para fornecer informações sobre posicionamento global.
 
"A aceitação por parte da Agência Espacial Europeia e a chegada dos primeiros satélites IOV em Kourou é um marco significativo no desenvolvimento do sistema Galileo com a Astrium, que exerce um papel de liderança no programa desde a sua criação”, afirmou Evert Dudok, CEO da Astrium Satellites.
 
O contrato Ground Control Segment (GCS) abrange o fornecimento de instalações para a operação da constelação Galileo e será conduzida por equipes da Astrium fora do Reino Unido. As fases de definição e desenvolvimento, bem como a validação em órbita do programa Galileo foram realizadas pela Agência Espacial Europeia e co-financiado pela entidade juntamente com a Comissão Europeia.
 
Sobre a Astrium

A Astrium, subsidiária a 100% do grupo EADS, se dedica ao fornecimento de sistemas e serviços espaciais civis e de defesa. Em 2010, a Astrium obteve receita superior a 5 bilhões de euros e contava mais de 15.000 colaboradores na França, na Alemanha, no Reino Unido, na Espanha e na Holanda. Suas três principais áreas de atuação são Astrium Space Transportation para lançadores e infraestrutura orbital, Astrium Satellites para satélites e segmento no solo e Astrium Services para o desenvolvimento e o fornecimento de produtos e serviços de geoinformação. A EADS é líder mundial no segmento aeroespacial, de defesa e serviços correlatos. Em 2010, a EADS gerou receitas de 45,8 bilhões de euros, empregando mais de 122 mil pessoas. Website: http://www.astrium.eads.net/