COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

30 de Maio, 2014 - 04:00 ( Brasília )

Russia Lançará Constelação de Nanosatélites

O lançamento de 34 mini ou nanosatélites inclui um projeto brasileiro

Nota DefesaNet

Ver a matéria

AEB - NANOSSATÉLITE já está na RÚSSIA para ser lançado lançado em Junho Link

O Editor

A Rússia lançará ao espaço uma constelação de cerca de 36 nanosatélites através de um ex-míssil Nuclear (ICBM), em junho, como parte de um projeto conjunto Rússia-Ucrânia, ao contrário dos informes que indicavam que a crise na Ucrânia ameaçava o projeto.

Os satélites serão lançados desde um Míssil Balístico Intercontinental RS-20, que foi convertido em um foguete Dnepr. A empresa Kosmotras International Space Company, baseada em Moscou vende estes foguetes para lançamentos comercias desde 1997, um projeto dos governos da Rússia e da Ucrânia para converter  mísseis da era Soviética em sistemas para uso científico ou comercial.

Informes preliminares da imprensa russa informavam que as empresas ucranianas, tal como a Yuzhmash, que converte os mísseis — poderia parar seus trabalhos em associação com a Rússia devido a crise entre os dois países.

Nesta quarta-feira (28MAIO14),  Ponomaryov, vice-chefe da Agência Espacial Russa, desmentiu essas preocupações, informando que as empresas ucranianas têm continuado a cumprir seus contratos, informou a agencio noticiosa Itar-Tass.

Ele alertou, entretanto que Moscou poderia preencher o vácuo deixado pelas empresas ucranianas em dois ou três meses, se necessário.

Se a Ucrânia deixar o Programa Dnepr, a conversão dos mísseis poderia ser realizada pelo Makeyev Rocket Design Bureau, uma entidade estatal que constrói os mísseis ICBM disparados desde submarinos

Neste ano o foguete Dnepr está preparado para lançar mais de 34 minisatélites ou nanosatélites — os quais tem um fim único, sendo baratos de construir e de substituir.

Yuzhmash está envolvida em um número de projetos em cooperação com a indústria espacial russa, não somente o Projeto Dnepr. Ela produz os foguetes Zenit para serem lançados desde bases no mar integrando uma grande proporção de componentes importados da Rússia.