25 de Janeiro, 2012 - 09:32 ( Brasília )

SOF

Navy Seals entram na Somália e resgatam 2 reféns


Dois voluntários de uma ONG dinamarquesa, sequestrados há três meses no norte da Somália, foram libertados nesta madrugada em uma ação de resgate de forças especiais dos Estados Unidos, segundo informou o canal NBC, que citou fontes oficiais americanas.

A ONG Dansk Flygtningehjælp (DFH, Ajuda Dinamarquesa aos Refugiados) anunciou em comunicado a libertação de seus dois voluntários, o dinamarquês Poul Hagen Thisted, 60 anos, e a americana Jessica Buchanan, 32 anos.

Segundo a NBC, os dois foram resgatados pelas forças especiais americanas, os Navy Seals, que com dois helicópteros atacaram de surpresa o local onde as vítimas estavam. Ambos os voluntários estão "ilesos e em um lugar seguro", indicou o comunicado da DFH, que não forneceu mais informações sobre a ação armada.

A emissora americana não detalhou para onde os voluntários foram levados, embora a missão internacional contra a pirataria na região tenha uma de suas principais bases em Djibuti. No confronto armado, vários sequestradores foram mortos, segundo as fontes americanas do canal, que não informou sobre baixas entre os militares dos EUA.

Os dois voluntários foram sequestrados em 25 de outubro na localidade de Galkayo, no norte da Somália, e trabalhavam para o Danish Demining Group, uma seção da ONG dedicada à desativação de minas.

Segundo informou na ocasião o site Somalia Report ", especializado em informações sobre o país africano, os sequestradores eram ao menos dez homens armados a bordo de dois veículos que interceptaram os voluntários quando se dirigiam ao aeroporto de Galkayo para pegar um voo noturno rumo a Nairóbi.

A ONG dinamarquesa, fundada em 1956 e presente em mais de 30 países, trabalha na Somália desde 1998.