03 de Setembro, 2015 - 09:30 ( Brasília )

SOF

Exército dos EUA permite ingresso de mulheres nos Rangers


O Exército dos EUA (US Army) decidiu nesta quarta-feira abrir às mulheres a possibilidade de ingressar na formação de elite Rangers, até agora reservada aos homens, tendo em vista o objetivo de que todos os recrutas, independentemente do sexo, possam se formar em todas as posições de combate.

"Temos de assegurar que esta formação seja aberta a todos os soldados qualificados e capazes", independentemente do sexo, afirmou o secretário do Exército, John McHugh.

A formação já havia sido aberta para mulheres, a título experimental, em abril. Duas jovens, entre as 19 que se apresentaram, passaram nos testes. Elas provaram a todos os céticos, especialmente dentro da comunidade dos Rangers, que as mulheres podem cumprir o difícil treinamento físico de 61 dias consecutivos, com pouca comida e pouco sono.

ADVERTISEMENT

As jovens receberam suas insígnias em 21 de agosto em uma cerimônia em Fort Benning (Geórgia, sudeste).

O governo de Barack Obama introduziu em 2013 o princípio de que todas as posições de combate podem ser preenchidas por mulheres a partir de 2016, salvo exceções que devem ser devidamente justificadas pelos serviços envolvidos (Exército, Marinha, Força Aérea e Fuzileiros Navais).

United States Army Rangers

Os United States Army Rangers ou Rangers somente, são membros de elite do Exército dos Estados Unidos. Os Rangers têm servido em unidades Ranger reconhecidas do Exército, ou se formaram na United States Army Ranger School O termo "Ranger" foi usado pela primeira vez na América do Norte no início do Século 17, no entanto, a primeira companhia Ranger não foi oficialmente comissionada até a Guerra do Rei Philip (1676) e em seguida, eles foram usados ??em quatro guerras francesas e indianas.

Também lutaram na Revolução Americana, Guerra de 1812, e na Guerra Civil Americana.

Não foi até a Segunda Guerra Mundial que o moderno conceito Ranger foi concebido, autorizado pelo General George C. Marshall, em 1942. Os seis batalhões dos modernos Rangers foram implantados em guerras na Coreia, Vietnã, Afeganistão e Iraque, e viram a ação em vários conflitos, tais como no Panamá e Granada.

Dos atuais batalhões Ranger ativos, dois - o 1st e o 2nd - tem estado em serviço desde a reativação, em 1974. O 3rd Ranger Battalion e o Quartel General do 75th Ranger Regiment foram reativados em 1984.

O 75th Ranger Regiment é agora uma formação de combate de infantaria leve do Comando de Operação Especiais do Exército dos Estados Unidos (USASOC). O Regimento Ranger traça a sua linhagem a três dos seis batalhões criados na Segunda Guerra Mundial, e à 5307th Composite Unit (provisória) - conhecida como "Merrill's Marauders", e em seguida, ordenada como a 475th Infantry, e mais tarde como a 75th Infantry.

A Brigada de Treinamento Ranger (RTB) com sede em Fort Benning, Geórgia - é uma organização sob o Comando de Treinamento e Doutrina do Exército dos Estados Unidos (TRADOC), e é separada do 75th Ranger Regiment.

Esteve em serviço sob vários nomes e departamentos do Exército desde a Segunda Guerra Mundial. A Brigada de Treinamento Ranger administra a Ranger School. A conclusão bem sucedida deste curso de 61 dias é necessária para se tornar um Ranger qualificado e usar o distintivo.