COBERTURA ESPECIAL - SisGAAz - Naval

31 de Julho, 2019 - 11:00 ( Brasília )

Navio Hidrográfico “Sirius” apoia grupo de pesquisa da COPPE/UFRJ na Comissão Barra Norte do Rio Amazonas


Após suspender de Santana-AP, no dia 14 de julho, o Navio Hidrográfico “Sirius” apoiou pesquisadores do Laboratório de Dinâmica de Sedimentos Coesivos (LDSC-COPPE/UFRJ) em pesquisa de lama fluida e correntometria na Foz da Barra Norte do Rio Amazonas, a 60 milhas da região litorânea do estado do Amapá, onde também foram realizadas pelo Navio coleta de dados maregráficos.

A pesquisa sobre lama fluída foi realizada com apoio do Navio, onde foram coletadas dados utilizando amostradores, além de Testemunhador raso e Draga Van Veen para coleta de sedimentos.

Outros equipamentos para coleta de dados oceanográficos também foram utilizados: um densímetro, um turbidímetro (OBS) e um perfilador de correntes por efeito doppler (ADCP). Com tais equipamentos é possível coletar amostras de fundo, analisar perfis de densidade, temperatura, salinidade, turbidez e pressão, além de medir perfis verticais de corrente.

A pesquisa tem como objetivo investigar, na região, previsões de maré comparando dados obtidos em loco com dados das estações maregráficas (inclusive comparando com dados obtidos no Navio) e, com isso, avançar no entendimento da dinâmica ambiental, aprofundar conhecimento sobre as características do fundo lamoso e suas variabilidades e ainda compreender a resposta acústica frente a reologia do material lamoso.

Dentro desta pesquisa está inserido o estudo da assimetria de maré e suas relações com as correntes marinhas. Além deste grupo também embarcaram graduandos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) com intuito de realizar estágio para complementação da formação acadêmica do Curso de Oceanografia. Assim, o Sirius mais uma vez mantém seus laços profissionais com a Comunidade Científica na execução e implementação de sua missão.

Navio Hidrográfico “Sirius” inicia coleta de dados na Barra Norte do Rio Amazonas



Após suspender do Rio de Janeiro no dia 25 de junho, o Navio Hidrográfico “Sirius” iniciou, no dia 15 de julho, na Foz da Barra Norte do Rio Amazonas, a 60 milhas da região litorânea do estado do Amapá, a coleta de dados maregráficos na região.

A análise maregráfica é estabelecida pelo estudo estatístico e harmônico de observação da maré em conjunto com o Navio Oceanográfico “Antares”. Durante toda a comissão Barra Norte, haverá rendições entre o Navio Hidrográfico “Sirius” e o Navio Oceanográfico “Antares”, dando continuidade a coleta de dados maregráficos. O término da referida coleta acontecerá em 25 de agosto.

objetivo deste levantamento, envolvendo os dois navios, é a melhor previsão do fenômeno de maré no chamado “quebra-mola do Amazonas”, uma região na foz do Rio Amazonas com profundidades inferiores a dez metros. Entretanto, a correta e precisa delimitação do efeito de maré nesta área permitirá a operação de navios mercantes de maior calado em horários específicos.

Tal condição implicará em maiores volumes de transporte de carga em importantes portos da bacia amazônica, como Manaus-AM, Santarém-PA e Santana-AP, incrementando assim a atividade econômica daquela importante região. A presente Comissão complementará os mais de 120 levantamentos hidrográficos já realizados pelo “Sirius”, no Brasil e no exterior, contribuindo, assim, para a segurança da navegação em nossa Amazônia Azul.

Pesquisadores do LDSC-COOPE/UFRJ e Comandante do NHi “Sirius”


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Expansão Chinesa

Expansão Chinesa

Última atualização 21 SET, 15:21

MAIS LIDAS

SisGAAz