11 de Setembro, 2012 - 09:00 ( Brasília )

Segurança

Força Nacional começa a atuar no Distrito Federal


Almiro Marcos

A Força Nacional de Segurança passa a atuar efetivamente a partir de hoje no Distrito Federal. A autorização formal do Ministério da Justiça (MJ) para que 133 homens (sendo 33 da Polícia Rodoviária Federal) possam agir na capital federal sai publicada nesta terça no Diário Oficial da União. Durante o trabalho, que a princípio vai durar 90 dias, os policiais serão deslocados da unidade de Luziânia, onde continuarão sediados até que as instalações que estão sendo adaptadas no Gama fiquem prontas. A transferência definitiva do Batalhão Especial de Pronto-Emprego (Bepe) para o DF está programada para fevereiro.

Parceria

A atuação da Força Nacional ocorrerá principalmente nas seis entradas principais do Distrito Federal, entre elas as BRs 020, 040, 060 e 070. Os crimes mais visados são o tráfico de entorpecentes e o roubo de veículos com restrição de liberdade (popularmente chamado de sequestro relâmpago). A secretária nacional de Segurança Pública do ministério, Sandra Miki, explica que a intenção não é fazer uma ilha de excelência na capital federal e, sim, combater a violência dos dois lados da divisa. "Nossa intenção é inibir a migração dos crimes do Entorno para cá e daqui para o Entorno", explicou.

Os detalhes a respeito da atuação da Força foram fechados em negociações entre os governos federal, do Distrito Federal e de Goiás. A ação é apenas o primeiro passo de um trabalho integrado que está sendo programado. "Goiás não tem condições de resolver sozinho as questões daquela região, por isso vamos atuar em conjunto. O governo federal vai dar o seu apoio nesse trabalho de integração. Uma ação está sendo desenvolvida para uma atuação bem ampla no Entorno", explicou a secretária Sandra Miki.

O secretário de Segurança Pública do DF, Sandro Avelar, entende que o trabalho da Força Nacional vai trazer reflexos positivos para a capital federal. "Somado às ações que já estamos desenvolvendo aqui, é certo que vai ajudar na redução dos índices de criminalidade", explicou. A operação em Brasília será comandada pela Polícia Militar do DF (PMDF).