02 de Novembro, 2011 - 12:27 ( Brasília )

Segurança

Interpol adota manual da PF brasileira

País é dos que mais prendem foragidos internacionais

Jailton de Carvalho

 
BRASÍLIA. A Interpol (Polícia Internacional) decidiu adotar o Manual Brasileiro de Investigações de Fugitivos, produzido pela Polícia Federal, como um dos parâmetros de busca de criminosos em âmbito internacional. Segundo o delegado Jorge Pontes, adido da Polícia Federal em Paris, a polícia brasileira acumulou experiência com a prisão de fugitivos internacionais e, agora, está exportando esse conhecimento para instituições policiais de outros países. 

O manual, traduzido para o inglês e o espanhol, foi lançado ontem na Assembleia Geral da Interpol, em Hanói, no Vietnã, para ser seguido pelos 191 países que integram a organização internacional.

- O fato de o Brasil ter fama de ser um paraíso para fugitivos permitiu à Polícia Federal desenvolver essa expertise. Depois de prendermos muitos fugitivos, resolvemos colocar tudo isso no papel. A direção da Interpol gostou e decidiu acolher o manual - disse o delegado Pontes, que coordenou a produção do manual.

Segundo a Polícia Federal, o uso do manual teve importância decisiva no aumento de prisões de foragidos de outros países no Brasil, a partir de 2008. A polícia brasileira prendeu 58 fugitivos em 2009, 51 em 2010 e, até outubro deste ano, já foram detidos 44.
Com o avanço, o número de estrangeiros capturados no Brasil passou a ser maior do que o de brasileiros presos em outros países. O Brasil estaria entre os dez países que mais prendem procurados importantes da Interpol.