11 de Abril, 2016 - 12:00 ( Brasília )

Segurança

Hytera amplia participação na segurança pública brasileira

Empresa leva a LAAD Security soluções de radiocomunicação que garantem tecnologia de ponta na segurança pública brasileira



A Hytera, empresa líder em fabricação de equipamentos profissionais para comunicação móvel, apresenta as mais avançadas soluções tecnológicas de radiocomunicação na LAAD Security – Feira Internacional de Segurança Pública e Corporativa, que será realizada no Rio de Janeiro, de 12 a 14 de abril.

Com seus produtos presentes em importantes forças policiais do país, como a Polícia Militar do Distrito Federal e a Secretaria de Segurança Pública de Alagoas, através de seu portfólio TETRA, a companhia destaca-se como um dos principais nomes deste importante evento do setor.  “A participação na LAAD reforça o nosso compromisso em investir no Brasil, que continua sendo o número 1 em prioridade para a Hytera na América Latina, e fornecer o que existe de melhor e mais avançado em radiocomunicação para Segurança Pública e Corporativa do país, somos inclusive patrocinadores exclusivos da LAAD 2016”, afirma Ricardo Bovo, Presidente da Hytera Brasil.
 
Em uma atmosfera tecnológica, as inovações da empresa serão exibidas em seu stand através de hologramas futurísticos, que são uma atração à parte na feira. Entre os destaques estará o Z1p, um rádio TETRA desenvolvido para variados perfis de missões críticas.  Ao combinar resistência, tecnologia de ponta e tamanho compacto, o equipamento atende e supera as mais altas exigências deste mercado. “O design e os recursos avançados do Z1p foram planejados para garantir comunicação clara e eficiente em situações difíceis, como, por exemplo, uma operação policial, na qual a discrição do aparelho é fundamental”, explica Ricardo Bovo.

O rádio tem classificação IP67, que garante seu funcionamento mesmo submerso na água. Essa certificação atesta seu bom funcionamento sob qualquer condição climática, mesmo em circunstâncias extremas, além de possibilitar que o aparelho seja lavado, quando usado em áreas de poeira excessiva, ou ainda seja feita sua assepsia quando utilizado por bombeiros, paramédicos, socorristas ou policiais em resgate de acidentados, onde pode ocorrer contaminação por sangue humano.  Seu circuito de saída de áudio de última geração, torna a voz mais nítida mesmo em locais com ruídos.

Dotada de uma tecnologia inovadora de supressão de ruídos ambientes, a linha Tetra da Hytera possibilita seu uso em locais de altíssimo ruído como aeroportos, pistas de corrida, ruas e avenidas, estradas, estádios de futebol e entre outros. Essa inovação da Hytera permite que o policial fale no rádio e o som das buzinas, ou motores dos veículos seja filtrado e apenas a voz humana é transmitida. Finalmente sua tela de cristal líquido colorida fornece excelente visibilidade mesmo sob forte luz solar.
 
Outro terminal que será apresentado na feira é PD-796 Ex, rádio intrinsicamente seguro com Certificação Atex, diretiva europeia obrigatória em equipamentos e sistemas para uso em locais potencialmente explosivos. Além disso, o aparelho conta com a classificação IP67, que garante proteção total contra poeira e resistência à água por até 30 minutos a uma profundidade de 1 metro. Disponíveis nas versões DMR e TETRA.
 
Tem também o rádio móvel TETRA MT-680 que agora está disponível na versão com frente removível. Ele é o rádio móvel TETRA ideal para motocicletas, pois é o único com painel frontal à prova d’água, pois possui certificação IP67. A Hytera inovou em seu design dotando-o de um alto falante de alto desempenho, que dispensa o uso de caixa de som externa, um recurso comumente utilizado pelos concorrentes. Seu design robusto com um amplo display de LCD oferece acesso fácil às informações relevantes, acesso a mensagens escritas e fotos. Seu manuseio é simples, graças a uma interface de usuário amigável e em português, que proporcionam uma operação e uma experiência de comunicação excelentes.
 
Os visitantes conhecerão também a tecnologia XPT de Trunking digital que permite aos usuários de sistemas bidirecionais DMR, a aproveitar de forma mais eficiente recursos limitados do espectro. Com a tecnologia chamada XPT (Extended Pseudo Trunk), é possível dobrar a capacidade existente de canais de um sistema, sem a necessidade de ser usado um canal de controle dedicado. “Com o XPT, podemos acomodar até 1,2 mil usuários e 16 canais em um único sistema, exigindo para sua manutenção custos significativamente mais baixos do que as outras opções existentes no mercado”, declara.