14 de Julho, 2011 - 08:58 ( Brasília )

Segurança

Fronteira - Brasil acha na Bolívia 4.000 carros roubados

Em junho, Evo decidiu legalizar veículos

O Brasil identificou 3.926 carros roubados do país na lista de veículos que pediram para ter a situação legalizada na Bolívia.

O dado, antecipado ontem pelo "Valor", foi obtido do cruzamento de dados de 2,4 milhões de carros roubados no Brasil nos últimos dez anos e os 128 mil pedidos de regularização apresentados às autoridades bolivianas.

No mês passado, o presidente Evo Morales promulgou uma lei para legalizar a situação de carros sem documentos no país. O processo seria concluído até setembro.

Para a diplomacia brasileira, o número é pequeno em proporção ao total de veículos roubados no Brasil, mas causa apreensão.

Um dos temores era que a nova lei boliviana estimulasse indiretamente o narcotráfico na fronteira. Isso porque os carros brasileiros são, na maioria, usados como moeda na compra de drogas.

Em evento, hoje, o embaixador brasileiro na Bolívia, Marcel Biato, dá ao vice-chanceler do país, Juan Carlos Alurralde, a listagem dos veículos brasileiros roubados localizados no país.

Desde 2003, o Brasil tem um acordo com a Bolívia para a restituição de veículos e, por isso, espera que os automóveis retornem ao país.

"Já se sabe que estão aqui, mas [as autoridades bolivianas] vão ter de suar a camisa para encontrar", disse um diplomata brasileiro.