23 de Março, 2015 - 15:35 ( Brasília )

Segurança

Polícia do Paraná passa a usar helicópteros em operações noturnas


A Secretaria da Segurança Pública e o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA), assinam convênio com o Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta II), para autorizar e priorizar voos noturnos das aeronaves do BPMOA para atendimento a ocorrências e operações policiais de patrulhamento, resgate e transporte.

Na primeira noite de operações noturnas do BPMOA, ação conjunta com o BOPE e 22º BPM prende grupo após tentativa de roubo contra policial militar em Colombo (PR), na RMC

Marcia Santos / PMPR


Contando com a superioridade em monitoramento aéreo noturno, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) já conseguiu resultados na primeira noite de operação. Em um trabalho conjunto com a Rondas Ostensivas de Natureza Especial (RONE), a Companhia de Operações com Cães (Canil), ambas subunidades do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), além do apoio do 22º Batalhão de Polícia Militar (22º BPM),pertencente ao 6º Comando Regional da PM (6º CRPM), quatro homens foram presos e um adolescente acabou apreendido após uma tentativa de roubo contra um policial militar nesta sexta-feira (20/03), em Colombo (PR). O policial ficou ferido e está hospitalizado. Um dos envolvidos também ficou ferido na ação.

Por volta das 20h30, o Centro de Operações Policiais Militares (COPOM) informou às equipes do BOPE sobre um policial militar que saia de serviço da Unidade Paraná Seguro (UPS) da Vila Zumbi de bicicleta e ao passar pela trincheira que liga as vilas Zumbi e Liberdade, em Colombo (PR), avistou um grupo vindo em sua direção e tentou roubá-lo. O policial tentou sacar a arma e os suspeitos reagiram, atirando no peito do militar estadual. Mesmo ferido, ele conseguiu acertar um dos suspeitos, que fugiu com o restante do grupo para um matagal.

“As equipes se deslocaram até o local, onde testemunhas disseram que os envolvidos se esconderam num matagal da região, onde iniciamos as buscas com apoio do helicóptero do BPMOA. Graças ao monitoramento da aeronave, conseguimos rapidamente encontrar três dos suspeitos, e levamos as fotos deles para o hospital onde estava o policial ferido, que reconheceu um dos deles”, contou o comandante das equipes do BOPE na ocorrência, tenente Fabio Henrique Nunes da Silva.

Simultaneamente, outra equipe do BOPE continuou nas buscas pela mata e com o apoio da aeronave, localizou o quarto rapaz, que estava baleado na perna. Paralelamente, os policiais militares da Companhia de Operações com Cães (Canil) do BOPE, juntamente com os policiais militares do 22º Batalhão de PM (22º BPM), prenderam o quinto integrante do grupo.

Segundo o tenente Nunes, três dos cinco envolvidos já tem passagens pela polícia pelo crime de roubo. “Em cerca de 30 minutos, a ação conjunta entre BOPE e BPMOA resultou na localização de todos os envolvidos na tentativa de roubo. O apoio da aeronave foi fundamental em todo o trabalho desenvolvido na ocorrência”, afirmou Nunes.

O Comandante do BPMOA, tenente-coronel Adonis Nobor Furuushi, afirmou que a utilização da aeronave em operações noturnas permite um tempo de resposta mais rápido e eficaz durante as ocorrências. “A aeronave tem visão privilegiada e a agilidade necessária e que pode fazer a diferença em uma ocorrência”, explicou.

Após a identificação dos envolvidos, todos foram encaminhados até a delegacia de Alto Maracanã, para os procedimentos cabíveis. O policial foi socorrido e encaminhado para uma unidade hospitalar na RMC.