18 de Outubro, 2013 - 09:13 ( Brasília )

Segurança

Ministros da Defesa, Justiça e GSI conhecem planejamento de segurança para leilão do Pré-Sal no Rio


Em reunião realizada na tarde desta quinta-feira, na sede do Ministério da Defesa (MD), os ministros Celso Amorim (Defesa), José Eduardo Cardozo (Justiça) e José Elito Carvalho (Gabinete de Segurança Institucional-GSI) conheceram o planejamento da operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) para garantir a segurança do primeiro leilão do pré-sal, a ser realizado na próxima segunda-feira (21), às 15h, no Windsor Barra Hotel, no Rio de Janeiro.

De acordo com informações do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), órgão do MD à frente da coordenação da operação, a ação envolverá a atuação conjunta de cerca de 1.100 homens do Exército Brasileiro e de órgãos de segurança pública nos níveis federal (Força Nacional de Segurança, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal), estadual (polícias militar e civil, Corpo de Bombeiros) e municipal (Guarda Municipal do Rio de Janeiro).

A previsão é de que as medidas de segurança sejam implementadas a partir da noite de domingo (20), estendendo-se por um período de até 24h. A área delimitada para a operação de GLO cobre o Windsor Barra Hotel, na Barra da Tijuca, e imediações. De acordo com autoridades que atuam na coordenação, o esquema de segurança foi planejado para interferir o menos possível na rotina da cidade.

A operação de GLO foi autorizada pela presidenta Dilma Rousseff, em atendimento a um pedido do governador do estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, feito no último dia 11. A ação está prevista na Constituição Federal, tendo sido realizada em outras ocasiões, como na Copa das Confederações.

Coordenada pelo Ministério da Defesa, a operação será executada por intermédio do Comando Militar do Leste (CML), organização militar do Exército no Rio de Janeiro. O CML é chefiado pelo general Francisco Modesto.