COBERTURA ESPECIAL - Russia Docs - Geopolítica

01 de Agosto, 2016 - 16:20 ( Brasília )

Helicóptero russo é derrubado em província rebelde da Síria


Um helicóptero militar da Rússia que levava cinco pessoas foi abatido a tiros no norte de Idlib, província da Síria dominada pelos rebeldes, nesta segunda-feira, informou o Ministério da Defesa russo.

As Forças Armadas russas estão apoiando o presidente sírio, Bashar al-Assad, na guerra civil de mais de cinco anos do país.

Imagens compartilhadas em redes sociais supostamente mostram um cadáver despido e documentos de identificação russos tirados da aeronave abatida.

O Ministério da Defesa disse se tratar de um helicóptero militar de transporte Mi-8 que foi derrubado enquanto voltava para a principal base aérea da Rússia em Latakia, província do oeste sírio, depois de levar ajuda humanitária à cidade de Aleppo.

Cerca de 40 quilômetros a nordeste do local da queda, grupos rebeldes estão realizando uma ofensiva para romper um cerco do governo a partes do leste de Aleppo controladas pelos rebeldes.

Forças pró-governo na área estão sendo apoiadas por ataques aéreos intensos.

O ministério russo disse que a aeronave transportava cinco pessoas.

Estado Islâmico conclama militância a realizar ataques na Rússia

O Estado Islâmico conclamou sua militância a levar sua jihad à Rússia em um vídeo de nove minutos publicado no YouTube no domingo.

"Ouça, (presidente da Rússia, Vladimir) Putin, iremos à Rússia e mataremos vocês em seus lares... ah, irmãos, levem a cabo a jihad e matem e combatam-lhes", grita um homem mascarado conduzindo um carro pelo deserto ao mesmo tempo em que mostra o dedo nos minutos finais da filmagem.

O vídeo com legendas mostra imagens de homens armados atacando veículos blindados e tendas e recolhendo armas no deserto.

Não foi possível verificar o vídeo imediatamente e de forma independente, mas o link da filmagem foi postado em uma conta do aplicativo de mensagens Telegram usada pelo grupo militante.

Tampouco ficou claro de imediato por que os russos seriam um alvo, mas a Rússia e os Estados Unidos estão cogitando reforçar a cooperação militar e de inteligência contra o Estado Islâmico e a Al Qaeda na Síria.

O Estado Islâmico pediu que todos seus apoiadores ajam com quaisquer armas disponíveis visando países que o grupo vem combatendo.