COBERTURA ESPECIAL - Russia Docs - Tecnologia

21 de Janeiro, 2016 - 09:00 ( Brasília )

ROSTEC cria Centro de Competência para desenvolver Sistemas Intergrados de Gerenciamento da Informação


A Rostec, corporação estatal da Federação da Rússia que desenvolve, fabrica e exporta produtos industriais de alta tecnologia para o uso civil e militar, anuncia a criação do Centro de Competências dentro da filial CNI (Centro Nacional de Informatização), instituição criada para desenvolver projetos governamentais em diferentes setores da economia da Federação da Rússia.O objetivo do Centro de Competências será desenvolver sistemas e aplicações relevantes para órgãos públicos da Rússia e do exterior, além de atender grandes companhias estatais.

A unidade estará focada na produção de tecnologias fundamentais para elevar a interação entre os cidadãos e a infraestrutura das cidades, incluindo a segurança e a gestão construtiva dos grandes volumes de informação, ampliando assim a eficácia dos serviços e da economia do país – e, consequentemente, aumentando a atratividade no cenário global, inclusive no âmbito dos “Objetivos de Desenvolvimento Sustentável” da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Centro de Competências desenvolverá, em primeiro lugar, um software básico para todos os sistemas de informação das áreas civil e militar. Será criado também um software denominado “Plataformas de Confiança” para atender projetos de integração no setor estatal como, por exemplo, o “Cidades Intelectuais” (que realiza o controle e gerenciamento de informações), além dos centros de monitoramento de plataformas de telemedicina, atuando também nas eleições, domínio militar, educação, cultura, esporte, entre outros.

Os governos de países estrangeiros, inclusive o Brasil, terão a oportunidade de usar as habilidades e experiências do Centro de Competências para implementar os softwares na gestão de suas cidades, além de utilizar os elementos de programação livres para o desenvolvimento de novas plataformas.

“A transferência de experiência permitirá à Rostec, em conjunto com outras nações, estimular a criação de novos mercados de capitais, apoiar a emergência de novas especialidades e fomentar a criação de novos postos de trabalhos intelectuais. Paralelamente, a concorrência com os líderes mundiais permitirá à Rússia assegurar o crescimento econômico, transformando o país em um polo desenvolvedor de altas tecnologias”, afirma Sergey Kulikov, diretor-executivo da Rostec e diretor do complexo industrial radio-eletrônico da Corporação.

A criação do Centro de Competências representa a concentração de vários recursos, com destaque para as equipes de designers e profissionais com experiência na criação de projetos em grande escala. Nesta etapa, a equipe do CNI será reforçada com as habilidades dos ativos da área de tecnologias da informação da Rostec, principalmente do Instituto Central de Ciência e Investigação Econômica, Informática e Sistemas de Controle (ICCI EIS). E mais: para ampliar as habilidades de especialização e experiência, o Centro de Competências estará aberto à colaboração com os principais profissionais do mercado de TI, tanto na Rússia como no exterior. A instituição também irá avaliar a possibilidade de compra de companhias deste segmento.

O ICCI EIS tem experiência na criação de sistemas de alta segurança e soluções sob medida para cada cliente, incluindo para o Ministério da Defesa da Rússia. Na lista de projetos estão inclusos o desenvolvimento e a aplicação de uma das maiores soluções de ERP de grande escala e função na Rússia, além da criação e implementação de sistemas exclusivos de controle automatizado.

O Instituto ainda tem capacidade para criar softwares básicos, como, por exemplo, os sistemas operacionais seguros para gerenciamento dos sistemas operacionais distribuídos aos centros de processamento de dados (CPD) e gestão de qualquer infraestrutura “multivendor” complexa. Esta experiência será usada na criação do novo software russo para os mercados B2B e B2G.

A Rostec e sua filial CNI serão os únicos realizadores do projeto de desenvolvimento e manutenção do Sistema de Informação Estatal Único da área de saúde da Rússia até 2018. A corporação também detém o título de único designer do projeto de desenvolvimento dos sistemas de transmissão e tecnologias da informação e comunicação para o Mundial da FIFA em 2018 e a Copa das Confederações 2017, incluindo as redes de transmissão de arquivos, telefonia, comunicação via satélite, comunicação profissional a base de rádio do padrão TETRA e serviços para redes televisivas.

As companhias que integram a corporação Rostec são responsáveis pela criação da tecnologia “Cidade Segura” que, por sua vez, permite desde a coleta de dados e informações até a automatização de soluções para gerenciamento de uma cidade, região ou até mesmo de um país. A colaboração é feita com parceiros estrangeiros, incluindo empresas como a Singapore Technologies Electronics Ltd., ZTE (principal exportador de equipamentos de telecomunicações e soluções de rede da China) e a corporação chinesa de ciência aeroespacial e industrial CASIC.

"O CNI reúne não apenas habilidades em TI, mas também uma gama única de instrumentos, incluindo a implementação de mecanismos de integração, de investimento, de desenvolvimento e concepção de todas as fases (desde os documentos básicos até a criação do consórcio de investidores), além de parceiros de tecnologia, desenvolvimento e realização de esquemas de empréstimos de crédito e de investimento e até a coordenação para as aprovações em diferentes níveis da estrutura estatal. Em resumo, realizamos a gestão completa de projetos de TI”, destaca Konstantin Solodujin, diretor-geral do CNI.

A nova estratégia de desenvolvimento da Rostec até 2025 foi aprovada no final do ano passado. A proposta integra a entrada da corporação nos mercados de altas tecnologias de uso civil - como eletrônica, informática, telecomunicações, sistemas de automação e controle, robótica, novos e exclusivos materiais, etc. Como resultado, os produtos civis que compõem o portfólio da companhia devem registrar um crescimento de 50% graças ao trabalho das subsidiárias que compõem o Cluster Eletrônico da Rostec. O CNI irá garantir a saída ao mercado dos produtos altamente intelectuais para os clientes civis.