COBERTURA ESPECIAL - Pandemic War - Aviação

02 de Abril, 2020 - 11:55 ( Brasília )

FAB cede 78 camas para hospitais adaptados em Canoas (RS)

Ala 3 também mobiliza efetivo militar em campanha de doação de sangue

Tenente Cintra, Tenente Daniela, Aspirante Flávia E Major Monteiro

A Ala 3, Organização da Força Aérea Brasileira (FAB) sediada em Canoas (RS), realizou a entrega de 78 camas para o Hospital Nossa Senhora das Graças e para o Hospital da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). As camas foram transportadas em caminhões tropa por militares do Grupo de Segurança e Defesa de Canoas (GDS-CO) e foram cedidas para aumentar a capacidade de recebimento de pacientes infectados pela COVID-19.

Os dois hospitais, sob coordenação da Prefeitura do Município, realizam  atendimento às vítimas do novo Coronavírus em áreas adaptadas separadas do restante do hospital, para garantir a segurança e minimizar as chances de contágio. No hospital universitário, foi montado em espaço anteriormente destinado a salas de aula, para manter a área separada do restante do hospital.

Segundo o Comandante da Ala 3 e Chefe do Estado-Maior do Comando Conjunto Sul para o combate ao COVID-19, Brigadeiro do Ar Mauro Bellintani, a ação se insere no contexto de coordenação conjunta do Ministério da Defesa. "A nossa participação mostra o esforço coletivo de preparar os hospitais da nossa região para melhor enfrentar os desafios do combate ao COVID-19", completou.

Campanha de doação de sangue

A Ala 3 também mobiliza o efetivo militar em uma campanha de doação de sangue intitulada “Por uma gota a mais”. O objetivo é repor os baixos estoques de sangue dos hemocentros na região, ocasionado em virtude das atuais restrições de locomoção da sociedade em função do combate à crise do novo Coronavírus.

No intuito de amenizar o problema da diminuição das doações de sangue, o Comandante da Ala 3 solicitou a toda a Guarnição de Aeronáutica de Canoas (GUARNAE-CO), que reúne 16 organizações militares da FAB nas cidades de Canoas e Porto Alegre, o engajamento das orientações do Ministério da Saúde em busca de voluntários na missão de manter os estoques e a rede de abastecimento de sangue.

"Em momento no qual o estoque de sangue está reduzido, o gesto de solidariedade do efetivo da GUARNAE-CO é de grande significado. As ações também se inserem no contexto da Operação COVID-19 do Ministério da Defesa", frisou o Brigadeiro Mauro Bellintani.

Segundo informações publicadas pelo Ministério da Saúde, a doação de sangue é segura, não havendo riscos para quem doa. Os locais de doação estão disponibilizando condições de lavagem de mãos e uso de antissépticos, minimizando, assim, a exposição e a aglomerações de pessoas. Cuidados com a higienização das áreas, instrumentos e superfícies também têm sido intensificados pelos hemocentros.

Fotos: Soldado Luiz Mattos


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Fronteiras

Fronteiras

Última atualização 05 JUN, 14:10

MAIS LIDAS

Pandemic War