COBERTURA ESPECIAL - PROSUPER - Naval

24 de Fevereiro, 2015 - 11:00 ( Brasília )

Novo contrato com governo britânico garante Programa Type 26 no Reino Unido


O primeiro ministro britânico, David Cameron, reafirmou o compromisso de seu governo com a sustentação da capacidade de soberania nacional do Reino Unido, por meio do fornecimento de complexos navios de guerra à Marinha Real. 

Para tanto, foi assinado um contrato, avaliado em £859 milhões, com a BAE Systems, que prevê a continuidade do desenvolvimento dos navios de combate global Type 26.

Além de contribuir para o fortalecimento da base industrial do Reino Unido, o acordo garante ainda mais de 600 empregos na Escócia e outros mil em todo o Reino Unido, tanto na BAE quanto em toda a cadeia de suprimento britânica. 

Por seu lado, a empresa também tem feito constantes investimentos em educação e treinamento, tendo realizado o maior recrutamento de graduados e estagiários em sua história, sendo 220 somente em sua unidade de navios de guerra, em Glasgow. 
 
Para o primeiro ministro David Cameron “trata-se de um investimento substancial em nossa indústria de construção naval, que vai garantir o emprego de 600 trabalhadores na Escócia e de muitos outros em todo o Reino Unido. Investir nesses navios significa que poderemos continuar a manter a segurança de nosso país, tanto internamente como no exterior”.
 
“Temos uma longa e orgulhosa tradição de fornecimento de navios de guerra no Reino Unido e esse anúncio representa um endosso significativo do compromisso assumido pelo governo com a sustentação desta importante capacidade nacional. Temos o compromisso de trabalhar junto com o governo, o Ministério da Defesa e nossos parceiros para que a Marinha Real tenha a capacidade de que precisa para proteger interesses nacionais, oferecendo o melhor valor para o dinheiro investido pelos contribuintes do Reino Unido”, disse, o CEO da BAE Systems, Ian King.


 
“Com o programa Type 26, estamos transformando a forma como projetamos e fabricamos navios de guerra, por meio do uso de tecnologias inovadoras, processos avançados e moderna infraestrutura.  Adotando novas formas de trabalhar, podemos garantir que continuaremos a fornecer equipamentos da mais alta qualidade, ao menor custo possível e que temos condições de competir eficazmente em futuras licitações internacionais e no Reino Unido”, completou.
 
O contrato com o Programa Type 26 entra em vigor a partir de 1o de abril de 2015 e marca o próximo estágio rumo à fase de fabricação que deve ter início em Glasgow em 2016. O programa prevê a entrega de 13 navios do Type 26 e o primeiro deverá entrar em operação em  2020, permanecendo em serviço até 2060. Envolvendo cerca de 30 empresas na cadeia de suprimento marítima, o acordo viabilizará ainda investimentos em equipamentos como turbinas a gás, geradores a diesel, assim como a criação de instalações de testes baseadas em terra.