COBERTURA ESPECIAL - PROSUPER - Naval

11 de Março, 2013 - 12:00 ( Brasília )

NPaOc APA - Parte para cruzar o Atlântico

O APA é o segundo dos três Navios de Patrulha Oceânica da Classe Amazonas, fornecidos pela BAE Systems à Marinha do Brasil.



Portsmouth, Reino Unido: O APA, a mais nova adição à frota da Marinha do Brasil partiu do Reino Unido na manhã de 11 de Março 2013, rumo à sua nova base no Rio de Janeiro. Sua missão principal será a de reforçar a segurança marítima do País.
 
O APA é o segundo dos três Navios de Patrulha Oceânica (NPaOc) da Classe Amazonas, fornecidos pela BAE Systems à Marinha do Brasil.  Seu irmão, o NPaOc P120 AMAZONAS, completou a travessia no ano passado, enquanto que o último, o NPaOc P122 ARAGUARI, está programado para ser entregue em meados deste ano.
 
Os funcionários da BAE Systems e a equipe de apoio da Marinha do Brasil, que trabalharam em conjunto na entrega da embarcação, reuniram-se nas docas da Base Naval de Portsmouth, para ver o navio levantar âncora. Na sua jornada de mais de 10 mil milhas, estão programadas paradas diplomáticas, ao longo da costa ocidental da Europa e África, antes da travessia do Atlântico Sul, rumo à sua nova base, na qual deverá chegar em maio.
 
De acordo com Nigel Stewart, diretor comercial da BAE Systems Maritime, “é com grande orgulho que vemos a partida do NPaOC P121 APA e o início de sua importante missão de prover segurança, executar buscas e resgates e dar apoio humanitário. Trata-se de um navio altamente capacitado e versátil, que desempenhou extremamente bem, no treinamento feito com a Marinha do Brasil, o que é um grande crédito para todos aqueles envolvidos em seu projeto, construção e processo de entrega. A tripulação do APA partiu, mas a nossa parceria com a Marinha do Brasil continua se afirmando, à medida que aguardamos a oportunidade de dar as boas-vindas à tripulação do NPaOC P122 ARAGUARI”.
 
Na semana passada, os 81 integrantes da tripulação do NPaOc P121 APA completaram o treinamento da organização especializada Flag Officer Sea, na costa do Reino Unido, com o suporte da Marinha Real do Reino Unido e da BAE Systems.  O programa de treinamento incluiu simulações de operações para as quais o navio foi projetado, o que inclui busca e resgate, ajuda humanitária e operações de abordagem para lidar com violações marítimas, como contrabando e pirataria.
 
“Receber um novo navio é um grande desafio, que envolve muitas pessoas que trabalharam em parceria. Acredito que todos nós - BAE Systems, Marinha do Brasil, VTFlagship e FOST – trabalhamos muito bem juntos. O navio e sua tripulação foram testados no treinamento de alta intensidade e estamos muito confiantes de que possuímos a capacidade para cumprir as missões que nos serão atribuídas, o que nos enche de um grande orgulho”, disse o comandante do P121 APA o Capitão de Fragata, Marcelo Considera.
 
O contrato entre a BAE Systems e a Marinha do Brasil, avaliado em £133 milhões, prevê o fornecimento de três Navios de Patrulha Oceânica, os respectivos serviços de suporte e ainda inclui uma licença para a construção de novos navios da mesma classe, no País, contribuindo para o programa brasileiro de reequipamento naval e o fortalecimento de sua capacidade marítima industrial.
 
Os navios da classe Amazonas, com 90 metros de comprimento, se baseiam no projeto da Marinha Real de Navios de Patrulha Oceânica da Classe River e são a solução ideal para conferir segurança marítima, nas águas territoriais do Brasil, incluindo proteção às suas plataformas de gás e petróleo.
 
Os navios são equipados com um canhão de 30 mm e duas metralhadoras de 25 mm, além de dois botes infláveis rígidos e um convés para pouso e decolagem de helicóptero.  Na popa do navio, há acomodações adicionais para 50 pessoas, prevendo sua utilização para o transporte de tropas ou passageiros, no caso de uma evacuação, por exemplo.
 
O NPaOC P121 APA e o NPaOc P122 ARAGUARI foram construídos pela BAE Systems em Scotstoun, mas finalizado em Portsmouth, e o NPaOc P120 AMAZONAS em Portsmouth.
 
Sobre a BAE Systems

A BAE Systems é uma empresa global que atua nos segmentos de segurança, defesa, e aeroespacial com aproximadamente 94.000 funcionários em todo o mundo. A companhia fornece uma linha completa de produtos e serviços para forças aéreas, terrestres e navais, bem como soluções avançadas em eletrônica, segurança, tecnologia da informação e serviços de suporte a clientes. Em 2011, a BAE Systems alcançou vendas no valor de £19.2 bilhões, cerca de US$ 30.7 bilhões.
 
No Brasil, a BAE Systems está presente desde os anos 70, por meio de sua predecessora a VT Shipbuilding. Atualmente, a empresa mantém um escritório em Brasília (DF), que dá suporte às Forças Armadas, no que diz respeito a equipamentos como canhões navais, radares, veículos blindados, controles de voo para aeronaves, entre outros; e que busca estabelecer parcerias mutuamente benéficas, por meio da transferência de tecnologia, com os setores de segurança e defesa brasileiros.