COBERTURA ESPECIAL - Prosub - Naval

16 de Fevereiro, 2012 - 14:50 ( Brasília )

MB inaugura a Unidade Piloto de Hexafluoreto de Urânio e o Centro de Instrução e Adestramento Nuclear ARAMAR

Empreendimentos possibilitam formação de mão-de-obra especializada para o submarino com propulsão nuclear e representam um marco no enriquecimento de urânio no Brasil

No dia 16 de fevereiro, será inaugurada a Unidade Produtora de Hexafluoreto de Urânio (USEXA) e o Centro de Instrução e Adestramento Nuclear ARAMAR (CIANA), nas dependências do Centro Experimental ARAMAR (CEA), da Marinha do Brasil, em Sorocaba (SP).

Com as presenças do Ministro de Ciência e Tecnologia e Inovação - Sr. Marco Antônio Raupp -, do Comandante da Marinha - Almirante-de-Esquadra Julio Soares Moura Neto - e do Diretor-Geral do Material da Marinha - Almirante-de-Esquadra Arthur Pires Ramos -, o evento representa um passo importante no Programa Nuclear da Marinha, que por sua vez, viabilizará a construção do primeiro submarino nuclear brasileiro. Além disso, trata-se de um marco para o país no processo de enriquecimento de urânio, possibilitando a produção de combustível nuclear para as usinas de geração de energia.


Saiba Mais:

Unidade Piloto de Hexafluoreto de Urânio – USEXA

A USEXA é uma unidade piloto onde se converte o minério beneficiado de urânio (“yellow cake”) em hexafluoreto de urânio (UF6) gasoso. Em síntese, a conversão de urânio é um conjunto de processos físicos e químicos que versam sobre a transformação de compostos de urânio, onde o UF6 é o produto final. Este é a matéria prima para a etapa de enriquecimento de urânio, posterior à conversão. Isto é, sem a conversão de urânio não é possível produzir combustível nuclear para as usinas como as de Angra.

A USEXA dimensionada para produção 40 ton de UF6 natural/ano, sendo uma das poucas unidades novas em comissionamento no mundo. Os trabalhos técnicos e projetos de sistemas da USEXA baseiam-se em estudos e pesquisas feitas nos anos 90 no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares - IPEN, acrescendo-se instrumentação, materiais e dispositivos eletrônicos atualizados e engenharia para aumento de escala. A USEXA apresenta um índice de nacionalização de cerca de 80%, gerando-se empregos de nível médio e superior, na sua maioria, na região de São Paulo e Sorocaba.

O início de operação da USEXA representa, assim, mais um marco alcançado na solidificação da engenharia nuclear no campo industrial do Brasil. A USEXA serve também como referência à futura unidade de conversão a cargo da INB, incluindo-se o licenciamento ambiental e nuclear.


Centro de Instrução e Adestramento Nuclear ARAMAR – CIANA

O Laboratório de Geração Núcleoelétrica (LABGENE) é uma planta nuclear, projetada por brasileiros e que está sendo construída em ARAMAR com seu término previsto para 2014.

Tendo em vista a necessidade de possuir um centro capaz de prover a formação adequada dos futuros operadores do LABGENE e das futuras tripulações dos Submarinos Nucleares Brasileiros (SN-BR), a Marinha construiu o CIANA, totalmente voltado para a formação de pessoal.

O objetivo principal dessa gama de estudos e treinamentos é capacitar os alunos para a  obtenção da licença de operação do LABGENE a ser concedida pela Comissão Nacional de Energia Nuclear - CNEN, após terem sido aprovados em um conjunto de provas teóricas e práticas.


Na fase atual, o CIANA preparará não só operadores do LABGENE, o qual possui forte similaridade física e funcional com a parte de propulsão do Submarino Nuclear Brasileiro -SN-BR, mas também os futuros instrutores das tripulações ligadas aos meios de propulsão nuclear.