COBERTURA ESPECIAL - Prosub - Naval

15 de Dezembro, 2015 - 23:00 ( Brasília )

AMAZUL assina acordo com Escola de Guerra Naval para pesquisas


 

 

A AMAZUL assinou acordo de cooperação com a Escola de Guerra Naval (EGN), para o desenvolvimento de projetos de interesse comum, em especial aqueles relacionados ao Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), ao Programa Nuclear da Marinha (PNM) e ao Programa Nuclear Brasileiro (PNB), bem como à difusão dos conhecimentos das atividades da Amazul.

“Desde a criação da empresa, em 2013, sabíamos que, mais cedo ou mais tarde, nossos caminhos se cruzariam. Tanto a AMAZUL quanto a EGN estão comprometidas com a pesquisa, a inovação e o desenvolvimento científico e tecnológico voltado para a Defesa Nacional”, disse o diretor-presidente da AMAZUL, Ney Zanella dos Santos, na assinatura do acordo.

Por meio de seu Centro de Estudos Político-Estratégico (CEPE), a EGN tem dado uma contribuição vital ao país no fomento a estudos e pesquisas em várias áreas estratégicas de interesse da Marinha e na formação de pessoal no campo interdisciplinar dos estudos marítimos.

A AMAZUL, por sua vez, tem como missão desenvolver e gerenciar projetos e processos necessários ao PROSUB, PNM e PNB, para contribuir com a independência tecnológica do País, em benefício da sociedade. Nosso escopo principal é promover, desenvolver, absorver, transferir e manter tecnologias resultantes desses projetos estratégicos da Marinha do Brasil.

Entre outras iniciativas, a Amazul pretende realizar pesquisas nas áreas de ciência, tecnologia e inovação, que possibilitem novas abordagens para esses projetos estratégicos da Marinha nas áreas nuclear e de desenvolvimento de submarinos.

Outra ambição é a participação em estudos na área de regimes internacionais, com ênfase nos possíveis constrangimentos que possam influenciar o direito concedido pelo Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares, que nos garante o desenvolvimento de tecnologia nuclear para fins pacíficos.

“Poderemos, ainda, promover aulas sobre o funcionamento da AMAZUL e sua relação com os objetivos e diretrizes estabelecidos na Política Nacional de Defesa e na Estratégia de Nacional de Defesa, bem como sobre a atuação das Forças Armadas no PNB”, destacou Zanella

A empresa espera contribuir com a EGN na formação de especialistas em assuntos de Defesa Nacional, com a inserção na discussão acadêmica de questões relacionadas ao desenvolvimento nuclear. O acordo possibilitará também o fomento de trabalhos e estudos que tenham como foco as políticas nucleares sob as perspectivas de Segurança, Defesa, Estratégia Marítima e Soberania Energética.

“Para nós, da Amazul, é uma grande honra trabalhar com esta centenária instituição, que tantas contribuições tem dado à Marinha e ao Brasil”, ressaltou Zanella.

O Acordo de Cooperação Técnica entre a Escola de Guerra Naval (EGN), por intermédio do seu Centro de Estudos Político-Estratégico (CEPE), e a AMAZUL - Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A., ocorreu no dia 08 de Dezembro de 2015..

Nota DefesaNet

Para matérias sobre PROSUB acesse a Cobertura Especial PROSUB Link

Para matérias sobre atividades Nucleares acesse Cobertura Especial Nuclear Link