COBERTURA ESPECIAL - Panorama Haiti - Defesa

03 de Abril, 2012 - 20:58 ( Brasília )

MINUSTAH - Gen Goulart Assume

Há nove anos o Brasil mantém o posto de Force Commander da MINUSTAH, agora com o General-de-Divisão Fernando Rodrigues Goulart


Nota DefesaNet - . Para a para a ONU o cargo de Force Commander é de Major General, equivalente a General de Divisão no Brasil, porém, tanto o Gen Ramos, quanto o Gen Goulart são Generais de Brigada

O militar brasileiro General-de-Brigada Fernando Rodrigues Goulart é o novo Force Commander  da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah), em substituição ao também brasileiro General-de-Brigada Luiz Ramos.

O General Goulart assumiu em cerimônia, na Base Brasielira, em Porto Príncipe,Haiti, no dia 27 de Março de 2012, com a presença do presidente haitiano, Michel Martelly.

O novo comandante da Minustah foi observador militar da missão da ONU em Moçambique, conhecida pela sigla Onumoz, em 1993, e mais recentemente no Nepal. De 2008 a 2010, ele trabalhou no Departamento de Operações de Manutenção de Paz da ONU, como oficial de ligação sênior na divisão Europa e América Latina. Um Currículum Vitae é apresentado abaixo.

O secretário-geral da ONU Ban Ki-moon em mensagem elogiou o General  Ramos por sua "dedicação, profissionalismo e liderança, críticos para os esforços de estabilização no Haiti". Em comunicado, a ONU informou ainda que Goulart é um profissional de "carreira militar distinta, detendo numerosos comandos e posições hierárquicas sênior".

A Minustah foi criada em 2004 e, desde o começo, as tropas da ONU são lideradas por um oficial brasileiro. Além disso, o Brasil sempre colaborou com o envio de militares para integrar as forças de paz. Até o momento, não há ainda a definição de prazos para a retirada dos militares estrangeiros do Haiti. A comunidade internacional colabora com o governo do presidente haitiano, Michel Martelly, para a reconstrução do país.


General de Brigada Fernando Rodrigues Goulart
CURRICULUM VITAE
 (resumo)

 
O General-de-Brigada Fernando Rodrigues Goulart é oriundo da arma de Infantaria, formado em 1980 na Academia Militar das Agulhas Negras.

 Paraquedista, Comandos e operador de Forças Especiais, serviu de 1986 a 1989 no 1º Batalhão de Forças Especiais, então situado no Rio de Janeiro – RJ. 

Comandou, no biênio 2004 / 2005, o 62º Batalhão de Infantaria (Joinville, SC), unidade integrante da Força de Ação Rápida do Comando Militar do Sul.

Em funções anteriores foi instrutor na Academia Militar das Agulhas Negras, na Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais e na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército.

Possui doutorado em Ciências Militares pela Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, com uma especialização na Academia de Comando das Forças Armadas da República Federal da Alemanha. Entre os trabalhos que teve publicados destacam-se os seguintes:

- As Medidas de Fortalecimento da Confiança e a Segurança Hemisférica (Military Review, EUA – 1998);
- A Defesa Dinâmica (Revista da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército – 2003); e
- Motivação para o Combate (Military Review, EUA – 2006; Revista do Exército Brasileiro, 2008; e Revista del Centro Militar, Uruguai, 2009).
 
 O General Goulart esteve a serviço da Organização das Nações Unidas em três oportunidades: como Observador Militar do acordo que pôs fim à guerra civil em Moçambique (1993); como Comandante de Setor encarregado de supervisionar o acordo entre a guerrilha maoísta e o governo do Nepal (2007); e como assessor militar no Departamento de Operações de Manutenção de Paz, no Quartel-General da ONU, em Nova Iorque (2008 e 2009).

Entre as condecorações nacionais que ostenta estão a Ordem do Mérito Militar, no grau comendador; a Medalha do Pacificador e a Medalha da Vitória. Foi condecorado pelas Forças Armadas da Alemanha com as medalhas Esportiva e de Proficiência em Combate. Foi condecorado também pelas Nações Unidas, nas três missões que cumpriu junto a essa organização.

Após ser promovido a General de Briagada, em março de 2011, assumiu o comando da 8a Brigada de Infantaria Motorizada, sediada em Pelotas, RS. Desde 27 de março de 2012, comanda a Força Militar das Nações Unidas na Missão de Paz no Haiti (MINUSTAH).

É casado com a Sra Ana Cláudia de Moraes Goulart e possui dois filhos: Fernanda e João Henrique.