COBERTURA ESPECIAL - Panorama Haiti - Defesa

07 de Outubro, 2016 - 10:05 ( Brasília )

Número de mortos no Haiti por furacão Matthew sobe para ao menos 478, dizem autoridades


O número de pessoas mortas pelo furacão Matthew no Haiti subiu para ao menos 478 pessoas nesta sexta-feira, à medida que informações foram recebidas de áreas remotas que tiveram comunicações cortadas pela tempestade, disseram autoridades.

Com o número crescendo rapidamente, diferentes agências governamentais e comitês deram informações diferentes. Um levantamento da Reuters de mortes relatadas por autoridades de defesa civil confirma que 478 pessoas morreram.

A agência de defesa civil do Haiti, que demora para coletar números, disse que 271 pessoas morreram pela tempestade. Cerca de 61.500 pessoas continuam em abrigos, relatou a agência.

Militares brasileiros ajudaram população do Haiti durante passagem do furacão Matthew¹

A passagem do furacão Matthew pela costa haitiana provocou danos à infraestrutura e à população do país, especialmente na região sul, onde ventos de mais de 220 Km/h e ondas de até 3 metros atingiram algumas cidades.

Antecedendo à chegada do furacão, desde o dia 28 de setembro, uma série de ações de caráter preventivo e operativo foram implementadas por parte do Contingente Brasileiro (CONTBRAS), fruto de um criterioso planejamento, tanto no que diz respeito à segurança das Bases, quanto no desdobramento e emprego das tropas em apoio à assistência humanitária de resposta à catástrofe.
 

No último domingo (02), o efetivo de 78 militares do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais, tropa integrante do Batalhão Brasileiro de Infantaria de Força de Paz (BRABAT – sigla em inglês), apoiado por 22 militares da Companhia Brasileira de Engenharia de Força de Paz (BRAENGCOY – sigla em inglês),deslocou-se de forma preventiva para a localidade de Miragoâne, na região sudoeste do Haiti, com a finalidade de realizar ações em apoio à população local.

Durante a passagem da tempestade tropical, que atingiu Porto Príncipe na manhã de ontem (04), os militares do Contingente ocuparam contêineres alojamentos, permanecendo em total segurança, com suprimentos e água suficientes para quatro dias. A tropa recebeu orientações necessárias quanto aos procedimentos a serem adotados nos momentos críticos, além de ter sido emitido um comunicado aos familiares dos militares brasileiros, com a finalidade de esclarecer acerca da situação.

As operações de segurança na área de responsabilidade do BRABAT foram retomadas nesta manhã (05). Nesse sentido, além das tropas já empregadas no Departamento Oeste e em Miragoâne, o CONTBRAS desdobrará militares nas cidades de Les Cayes, Petit Goave, Jacmel, Marigot, Belle-Anse, Anse-à-Pitres, Bainet, Côtes-de-Fer e Aquinno sul do País, com o objetivo de realizar reconhecimentos e prestar apoio à população na região mais afetada pelo furacão. Militares especializados também estão realizando reconhecimentos aéreos com helicópteros da Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (MINUSTAH – sigla em francês), com o objetivo de avaliar os danos causados, permitindo uma melhor consciência situacional ao comando do contingente.

 


¹com ASCOM Ministério da Defesa Brasil