COBERTURA ESPECIAL - Panorama Haiti - Geopolítica

14 de Abril, 2013 - 19:18 ( Brasília )

HAITI - Canadenses se unem a Exército do Brasil em Cuiabá para missão de paz

Pelotão integrará forças para atuar em nome da ONU no Haiti. É a primeira vez que as Forças Armadas brasileiras e canadenses de unem para operar no Haiti.

Liberado pelo Contingente BRABATT 18 - Texto e foto


Uma aeronave da Força Aérea Canadense pousou às 15:45 horas, de 13 de abril, no aeroporto Internacional de Várzea Grande, MT, trazendo os 39 militares do Exército Canadense que incorporarão ao  Batalhão de Infantaria de Força de Paz do 18º Contingente Brasileiro (BRABAT 18).

A operação conjunta de militares dos Exércitos Brasileiros e Canadenses propiciará, além do intercâmbio de experiências e a colaboração mútua, um maior grau de conhecimento e interoperabilidade entre nossas Forças Hemisféricas. Essa atividade em prol da paz e segurança internacional se constitui em um marco na cooperação regional.

O Batalhão de Infantaria de Força de Paz do 18º Contingente Brasileiro (BRABAT 18) é formado por 856 militares do Exército Brasileiro, 244 da Marinha do Brasil, 34 da Força Aérea Brasileira, 34 do Exército Canadense, 31 das Forças Militares do Paraguai e 01 do Exército Boliviano, perfazendo um efetivo total de 1.200 militares. Dos 856 do Exército Brasileiro, 224 são do Estado do Mato Grosso, sendo 144 de Cuiabá, e 499 são do Mato Grosso do Sul.

A preparação da tropa na etapa final consistirá de três semanas de atividades intensas no período de 15 de abril a 04 de maio 13. Todos os integrantes do BRABAT 18 estarão reunidos em Cuiabá-MT para participar da concentração final da tropa e dos  Exercícios de Operação de Paz, que representarão o coroamento da preparação.

 A 1ª semana (concentração final de 15 a 21 de abril) será destinada à medidas administrativas, revisão de instruções e padronização de procedimentos. Nesta semana, serão realizadas, dentre outras, as seguintes atividades:

- Chegada da tropa em Cuiabá, inclusive da tropa canadense e paraguaia, e instalação nas Organizações Militares até 14 de abril;
- Formatura Geral, com 1.000 militares reunidos com o capacete azul, símbolo da tropa de paz da ONU, às 08:30 horas de 18 de abril (5ª feira), no 44º Batalhão de Infantaria Motorizado (Avenida Lava Pés, 170, bairro Duque de Caxias);
- Vacinação;
- Regras de Engajamento e Código de Conduta das Organizações das Nações Unidas (ONU) para as Missões de Paz;
- Realização de tiro com armas não letais, das 09:00 às 17:00 horas, de 16 a 20 de abril, nos Clubes de Tiro Falcão e Pantanal (localizados na região do Coxipó do Ouro);
- Atividades em áreas colapsadas (simulação de desastres naturais). Essa atividade será realizada com o apoio da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiro Militar de Mato Grosso.
-1º socorros e atendimento pré-hospitalar;
- Estudo do idioma Creole e
- Treinamento Físico Militar.
 
A 2ª semana, de 22 a 28 de abril, será destinada à realização do Exercício Básico de Operações de Paz (EBOP), sob a coordenação da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada e do BRABAT. Nesta semana, a tropa executará diversas oficinas de instrução, desempenhando ações similares às que estão sendo executadas pelas tropas brasileiras no Haiti. As ações serão realizadas em Cuiabá, nos bairros de Jardim Vitória, Santa Isabel e no Campo de Instrução Marechal Rondon, e em Várzea Grande, no bairro Cristo Rei.
 
A 3ª semana, de 29 de abril a 3 de maio, será destinada à realização do Exercício Avançado de Operações de Paz (EAOP). Nesta ocasião, todo o Batalhão, inclusive o Comandante e o Estado-Maior, serão avaliados na execução de diversas simulações. Esse exercício será coordenado e aplicado pelo Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPaB), que estará vindo do Rio de Janeiro exclusivamente para isso. Nesta fase, as ações serão realizadas em Cuiabá e em Várzea Grande.

As três fases serão realizadas com o apoio do Governo de Mato Grosso (Secretaria de Segurança Pública, Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde, Secretaria de Turismo e Secretaria de Esporte e Cidadania e das Prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande.

A tropa do BRABAT 18 é formada integralmente por voluntários que passaram por criteriosa e rigorosa seleção em suas Unidades.

O deslocamento da tropa para o Haiti terá início na segunda quinzena de maio e será realizado pela Força Aérea Brasileira.

As Forças Armadas Brasileiras estão no Haiti desde Junho de 2004, integrando a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti, sigla em inglês MINUSTAH. Desde então, mais de 20.000 militares brasileiros já passaram  pela missão.