COBERTURA ESPECIAL - PCC - Gangues - Terrestre

11 de Julho, 2017 - 12:20 ( Brasília )

1ª Região Militar destrói cerca de 5 mil armas


No dia 6 de julho de 2017, foi realizada, no Batalhão de Manutenção e Suprimento de Armamento (BMSA), a Operação Rolo Compressor, coordenada pelo Comando Militar do Leste, por meio do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 1ª Região Militar (SFPC/1), com o apoio dos órgãos de segurança pública e agências governamentais.

A atividade consistiu na destruição pública de cerca de cinco mil armas apreendidas em atividades criminosas ou armas entregues voluntariamente por cidadãos durante a Campanha do Desarmamento. A destruição se deu com a passagem de um rolo compressor, em um ato simbólico, e, em seguida, os armamentos foram incinerados em siderúrgicas da região.

A iniciativa teve por finalidade promover a destruição de armas ilegais, visando a uma maior segurança dos cidadãos brasileiros.

A solenidade que precedeu a destruição teve presentes autoridades do Exército Brasileiro, das Polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro e do Poder Judiciário, dentre elas, destacam-se o Comandante da 1ª Região Militar, General de Divisão Laerte de Souza Santos; o Comandante da Base de Apoio Logístico, General de Brigada Eduardo Pazuelo; o Presidente do 3º Tribunal do Júri do Rio de Janeiro, Juiz de Direito Alexandre Abrahão Dias Teixeira; o Diretor da Delegacia de Armamentos e Explosivos, Delegado Rafael Willis; e o Diretor Geral de Polícia Especializada, Delegado Marcelo Martins.

Artigo relacionado:  

Exército destrói quatro mil armas no Rio de Janeiro [Link]


Foto: BMSA / EB

VEJA MAIS