COBERTURA ESPECIAL - P3BR - Aviação

02 de Maio, 2005 - 12:00 ( Brasília )

EADS CASA assina dois contratos de 560 milhões de euros com o Brasil P-3BR e C-295


Informe EADS Brasil


O Governo Brasileiro e a EADS CASA assinaram hoje, dia 29 de abril, dois importantes contratos referentes ao fornecimento de 12 aviões de transporte militar C-295 e à modernização de 8 aviões P-3 de patrulha marítima, incluindo a instalação do sistema de missão FITS (Fully Integrated Tactical System), desenvolvido integralmente pela EADS CASA, na Espanha. Esses são os primeiros contratos na área de defesa entre os dois países, e os mais importantes já assinados pela EADS CASA na América Latina, somando aproximadamente 560 milhões de euros.

As propostas da EADS CASA e dos outros concorrentes foram submetidas a um amplo e minucioso processo de avaliação dentro e fora do país, com estudos detalhados sobre os parâmetros técnicos, logísticos, comerciais e de compensações industriais (offset).

A escolha da EADS CASA possibilitará um retorno industrial importante para o Brasil e resultará na participação de empresas aeronáuticas brasileiras como a Varig Engenharia e Manutenção (VEM), Atech e o grupo HTA, de São José dos Campos (São Paulo), formado por diversas empresas do setor, entre outras. Deverão ser criados no Brasil cerca de 1.500 postos de trabalho diretos de alta qualificação técnica, com um retorno econômico equivalente ao valor dos contratos..

Francisco Fernández Sainz, presidente da EADS CASA, comemorou a decisão do governo. “Estou orgulhoso com o resultado obtido pela EADS CASA e profundamente satisfeito com esta primeira colaboração de nossa empresa com o Brasil. Estou seguro que este é início de um futuro promissor. Agradecemos ao Conselho de Defesa Nacional e à Força Aérea Brasileira pela escolha da EADS CASA para estes dois programas.”

Com o mesmo entusiasmo, Eduardo Marson, diretor-geral da EADS Brasil, acredita que este é o início de uma importante parceria com o governo brasileiro e o resultado de um longo relacionamento comercial, além de interesses comuns para o desenvolvimento do Brasil. “A assinatura dos contratos representa uma nova fase para a companhia no país, na qual cresceremos juntos com a indústria nacional a partir dos acordos de cooperação e transferência de tecnologia”, disse.

A execução destes contratos exigirá mais de dois milhões de horas de trabalho para as fábricas da EADS CASA, em Getafe e San Pablo. Empresas espanholas do setor de defesa, tais como INDRA, SAES ou Tecnobit também terão uma importante participação nestes programas, desenvolvendo e fabricando equipamentos e sensores de avançada tecnologia, que serão instalados nos aviões adquiridos pelo Governo brasileiro.

C-295

Os aviões C-295 serão a alma do programa CL-X, cujo objetivo é dotar a Força Aérea Brasileira (FAB) de aviões de transporte médio para o apoio às atividades ligadas ao Sistema de Proteção da Amazônia (SIPAM) e ao Projeto Calha Norte, de caráter fundamentalmente social, para apoio às populações em zonas remotas do Amazonas com difícil acesso por outros meios de transporte. Os 12 aviões EADS CASA C-295 substituirão os Bufalos C-115 e também darão apoio aos Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira. O valor do contrato é de 238 milhões de euros.

P-3

O programa referente aos aviões de patrulha marítima, denominado P-3BR, consiste na modernização de 8 aviões P-3 adquiridos pelo Governo brasileiro à Marinha americana. Será instalado o FITS, sistema de missão integrado de cabine de última geração. Os trabalhos serão executados nas instalações da EADS CASA por técnicos da empresa e da indústria brasileira, além da equipe da FAB. Há a opção para a modernização de um 9º avião. O valor deste contrato é de 320 milhões de euros.

Os P-3 serão utilizados principalmente em missões de patrulha marítima, para a proteção da Zona Econômica Exculsiva (ZEE) brasileira, controle de fronteiras contra o tráfico de armas e drogas na região amazônica e em missões de busca e resgate numa área de mais de 6 milhões de Km² (praticamente todo o Atlântico Sul) de responsabilidade do Governo do Brasil, conforme a OACI.

Sobre a EADS

A EADS é líder global nos segmentos aeroespacial, de defesa e serviços relacionados. Em 2004, a EADS obteve um faturamento de 31,8 bilhões de euros, empregando cerca de 110 mil funcionários. O Grupo EADS inclui o fabricante de aeronaves Airbus; a Eurocopter, o maior fornecedor mundial de helicópteros, e a joint venture MBDA, líder internacional na produção de sistemas de mísseis. A EADS é sócio majoritário do consórcio Eurofighter, é o principal fornecedor para o lançador Ariane, desenvolve a aeronave de transporte militar A400M; e é o maior parceiro europeu para o sistema de navegação via satélite Galileo.



Outras coberturas especiais


Aço - Leopard 1A5Br

Aço - Leopard 1A5Br

Última atualização 18 DEZ, 12:00

MAIS LIDAS

P3BR