03 de Fevereiro, 2012 - 10:14 ( Brasília )

DN: F-X? Agora Vai? - GSI do Nada ao Tudo


 

Edição 02/2012 - 3 Fevereiro 2012

www.defesanet.com.br

 
O mais importante portal especializado em
Defesa, Estratégia, Inteligência & Segurança
da América Latina

Mundo Empresarial

Embraer Defesa e Segurança

O  jornalista Valtécio Alencar é o reforço da EMBRAER DS desde o fim de 2011. Valtécio teve grande atuação na área do jornalismo aeronáutico nos últimos anos.

Rheinmetall - Alemanha
A empresa alemã anunciou que a partir de 1º de Fevereiro assumia funções na  Rheinmetall MAN Military Vehicles, o Dr Pietro Borgo. Até o fim do ano passado Dr Borgo dirigia a IVECO Defence, Bolzano, Itália, e foi grande articulador das atividades da empresa italiana no Brasil. A participação da IIVECO na VBTP-MR Guarani é resultado do seu trabalho.

Matéria Link

Exército
No dia 31 de Janeiro despediu-se da vida ativa o General-de-Brigada Waldemir Cristino Rômulo. O Gen Cristino  era o  gerente do Projeto Família de Blindados Médios de Rodas (FBMR) , que gerou o blindado Guarani.

Veja entrevista do Gen Cristino a DefesaNet na última LAAD Link

Cobertura Especial Shot Show 2012

DefesaNet enviou o  especialista em Armas Leves e Forças Especiais Alexandre Beraldi ao Shot Show 2012. Realizado em Las Vegas,  nos dias 16 a 20 janeiro, é o maior  evento comercial do mundo na área de armas leves . O leitor terá o que de mais importante está acontecendo e tendências em armas leves. Os principais fabricantes e seus produtos são analisados. Acompanhe as reportagens exclusivas.

Já publicadas análises sobre a brasileira
Taurus, a  SIG SAUER e a Glock. Seguirão matérias sobre as empresas: Beretta, Kriss, Colt, etc.

Matérias já publicadas:
Taurus: busca consolidação no mercado Link
Glock: ampliação de sua linha de pistolas de 4ª Geração Link
SIG SAUER: na briga por uma fatia maior do mercado norte-americano Link
Extra -Apresentado o protótipo do AK-12, o eventual substituto do AK-74 nas FFAA Russas Link


Cobertura Especial Shot Show 2012 Link

Greve na PM da Bahia


A greve da PM/BA segue à da crítica paralisação da PM  e bombeiros do Estado do Ceará . A busca da PEC 300 ( igualar os rendimentos à PM do DF), levou a que oportunistas aproveitassem a situação para insuflar a tropa em movimentos paredistas.

Movimentos estes, que usam inclusive, os instrumentos de trabalho fornecidos pelos próprios governos.

Como sempre as Forças Federais são chamadas. na noite de 02FEV12 o MD confirmou o envio de Forças do Exército. Porém os fatos que ocorreram no Ceará, expuseram, em especial o Exército, a uma situação delicada. Chegando à situação de oficiais a serem manipulados por agitadores no comando de órgãos de comunicação. A isto tudo um impávido Comando do Exército a tudo assistiu.


DefesaNet EDITORIAL - CEARÁ - Exército Desmoralizado 05 Janeiro 2012 Link

ANÁLISE - A GREVE NAS POLÍCIAS MILITARES - Evolução e Perspectivas André Luís Woloszyn Janeiro 2012 Link

GSI do Nada ao Tudo

A exposição e constrangimento a que a  presidente Dilma Rousseff sofreu na visita à Venezuela, pela Segurança Bolivariana de Hugo Chávez ( ver reportagem link abaixo ), onde o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) a tudo assistiu impávido foi corrigido na visita à Cuba.

O próprio Gen Elito procurou estar sempre próximo da presidente. Méritos para o GSI.

Porém, extrapolou ao colocar um armário no encalço da presidente quando esta passava em revista às tropas brasileiras do BRABATT na MINUSTAH, dentro da Base brasileira Gen Bacelar.  Acompanhada pelo Gen Enzo (Comandante do Exército) e Cel Nolasco (Comandante do BRABATT), um segurança escoltava a presidente.

Perguntamos se a presidente junto a mais de 1500 homens do BRABATT, com generais e oficiais brasileiros presentes corre perigo e necessita de uma segurança tão ostensiva?

Com a palavra o Gen Elito.

Matéria - Presidente Dilma Constrangida em Caracas Link

Video Convite para 04 Fevereiro

O governo da Venezuela liderado pelo Tenente-Coronel Hugo Chávez Frias comemora no dia 04FEV12, sábado, os 20 anos da tentativa de Coup d´Etat.

É programado um desfile majestosos com até 12.000 homens e mulheres das Força Armadas Nacionais Bolivarianas (FANB) e Guarda Nacional Bolivariana (GNB), além de Forças Para-militares.. Em exibição os últimos equipamentos recebidos da Rússia ainda em Janeiro.

Um programa para o dia de Sábado. Deverá ser transmitido pela TeleSur.

Abaixo texto do Convite do Comando das FANB ao povo Venezuelano


Veja o vídeo-convite e a preparação para este evento Link

Comentário


F-X? Agora Vai?

Nelson During
Editor-Chefe DefesaNet

A  decisão do Programa MMRCA (Medium Multi role Combat Aircraft), da índia, anunciada no dia 31 de Janeiro, influirá e desencantará o F-X2?

A resposta de impulso foi sim. Podemos agora ter uma decisão já que o próprio governo , caso tenha algum caça como candidato preferencial, todos estão com suas encomendas e em produção.

Em Dezembro a Suíça anunciou a aquisição do Gripen E/F (variante sueca do NG). E o F/A-18 Super Hornet E/F poderá ter sua produção estendida até 2020 para cobrir a sempre adiada liberação do F-35.

Os concorrentes habilitados e não mais virgens (embora para conhecedores dos meandros da política indiana uma surpresa nunca é descartada).

Qual a real disposição do Governo Brasileiro em concretizar o programa? Um ponto avaliado pelos concorrentes é de que o fiel da balança nas avaliações é o Sr Fernando Pimentel. Vitaminado e  anabolizado pela manobra “Manu Militari”, conduzida pelo Palácio do Planalto, com precisão cirúrgica, porém com efeito colateral de ter implodido a oposição parlamentar ao governo.  

Assim temos< candidatos capazes (Gripen NG, Hornet e Rafale), e um gerente para a decisão.

Porém< está o governo interessado ou pronto para ela?

Algumas nuvens geram sombra neste momento, e estas podem ser alinhadas:

1 – indecisões várias no principal parceiro industrial do Programa F-X?. A EMBRAER tem uma lista de  indecisões a serem tomadas. O anúncio do  sucessor da Família E170-E190 foi prorrogado deste início de ano para o fim de 2012. A conveniente entrada na justiça, para o governo americano,  retardando a formalização da compra dos 25 tucanos pela USAF. Até quando terá os financiamentos de exportação do BNDES? Qual o rumo da Embraer Defesa e Segurança?

2 – Uma situação econômica instável nos fronts internos e externos.

3- A tíbia e subalterna posição da FAB optando por levar à fadiga dos metais os F-5 EM/FM. E uma modernização discutível dos A-1 (AMX).

4 – A situação externa onde o Brasil tem a oferta de uma parceria estratégica com os Estados Unidos, já tem com a França, mas com poucos resultados práticos, em especial pela posição  tíbia do governo brasileiro. Estará o governo brasileiro disposto a  em avançar e sofrer as pressões e contra-pressões?

Com o leitor as respostas. 

Canais DefesaNet
Twitter http://twitter.com/defesanet
Blog Opinião do Editor Link

Para receber o DN inscreva-se na página inicial do DefesaNet