27 de Junho, 2014 - 14:39 ( Brasília )

Declaração DefesaNet /Cyberwar e Guerra Informacional / Energia Nuclear


 

Edição 14/2014 - 27 Junho 2014

www.defesanet.com.br

 
O mais importante portal especializado em
Defesa, Estratégia, Inteligência & Segurança
da América Latina

Declaração DefesaNet

DefesaNet é publicação líder na área de Defesa e Inteligência no Brasil, e é está há 15 anos em ininterrupta atividade.

Nossa missão desde o início foi de trazer a informação  e conteúdo para análise de autoridades e leitores, profissionais ou entusiastas.

Estamos com o sentimento de realização profissional e dever cumprido, pelos desdobramentos da 2ª Série do Hangout sobre o KC-390. Atividade realizada em parceria com o jornal O Globo.

Como resultado das informações expostas no evento, do dia 04 JUN 14, tratando do Comando de Defesa Aeroespacial do Brasil (COMDABRA), no período da Copa do Mundo, a Presidência da República convocou os Comandos Militares e no dia 11  de junho de 2014 , publicou o Decreto N 8.265.  

O Decreto regulamenta a Lei no 7.565, de 19 de dezembro de 1986 - Código Brasileiro de Aeronáutica, no tocante às aeronaves sujeitas à medida de destruição. Medida válida para o período de 12 de junho à 17 de julho de 2014.

No mesmo dia o Comando da Aeronáutica publicou a Portaria Nº 941-T/GC3 aprovando os mecanismos para o Abate.

Ver Matérias:

No primeiro dia da Copa, Força Aérea marca golaço Link

Aeronaves sujeitas à medida de destruição - Decreto 8265/14 | Decreto nº 8.265, de 11 de junho de 2014 Link


Video Hangout HANGOUT KC-390 O Globo e DefesaNet - COPAC e COMDABRA Link

Para todos nós, das equipes de DefesaNet e jornal O Globo, que participaram do evento o sentimento de trabalho bem realizado e prontos para começar outro dia com o mesmo afinco de levar a informação correta aos nossos leitores.

Mundo Corporativo

Fernanda das Graças Correa -  pesquisadora do Instituto de Estudos Estratégicos da UFF assumiu  como Assistente Técnica na Amazônia Azul Tecnologias de Defesa S.A. (AMAZUL).

Nicholle Murmel – Jornalista e Pesquisadora em assuntos de Defesa é nova integrante da equipe DefesaNet

Argentina

 

Com os falecimentos de três oficiais ocrridos no mês de Junho, chega a 240 os militares e policiais falecido em cativeiro, durante os governos Kirchner, na revisão política dos processos da Guerra ao Terror na Argentina.

Quando notciamos o falecimento do  Tenente-general Jorge Rafael Videla, (DN 17MAI13), eram 204 os militares e policiais, relacionados aos processos políticos, falecidos em cativeiro na Argentina.

UCRÂNIA – Indispensável para Moscou

Ao contrário das dezenas de análises geopolíticas mencionando a expansão da OTAN até as fronteiras da Rússia como a grande preocupação de Moscou a realidade é outra. O Complexo Industrial Militar da Ucrânia com 79 empresas fornece para  859 companhias russas.

Inclusive a joia da coroa russa, o futuro caça de quinta geração, o Sukhoi T-50 PAK/FA contém sistemas e componentes produzidos na Ucrânia.

Todos os motores de helicópteros Mil e Kamov são  produzidos na Ucrânia.

Leia esta surpreendente história

Ucrânia – O Indispensável Complexo Industrial Militar para Moscou  Link

FGV – e o Novo Manual do Guerrilheiro Urbano

Em uma confusa história o presidente da Fundação Getúlio Vargas retirou o apoio  institucional, através da  FGV Direito Rio ao Projeto Protestos.Org.

DefesaNet considerou o conteúdo do site desenvolvido com apoio da ONG Artigo 19.

Não há financiadores claros do Protestos.Org, mas o Artigo 19 apresenta como financiadores várias entidades de apoiadores de ativismos internacional, como a Open Society, fundação de George Soros, que financiou as campanhas de apoio à legalização da maconha no Uruguai.

Página da Protestos.Org
https://protestos.org/

FGV Atualiza o Manual do Guerrilheiro Urbano de Carlos Marighella Link

FGV Retira Apoio ao Novo Manual do Guerrilheiro Urbano Link

 

Contrapasso orçamentário

O articulista Cosme Degenar em artigo especial para DefesaNet analisa a atual restrição orçamentária imposta à área de Defesa Brasileira.

“O planejamento estratégico é fundamental no processo de desenvolvimento de um país. Na lógica do desenvolvimento planejado, um modelo de defesa autônomo e eficiente é essencial para proteger os ideais, valores, cultura e patrimônio nacionais. A sociedade dita a política, a comunidade científica busca o conhecimento tecnológico, a indústria de defesa produz os equipamentos necessários e o Estado conduz o processo. É o que dizem os especialistas no assunto, que salientam a alta qualidade da formação educacional da sociedade como principal esteio na proteção da soberania nacional.”

Contrapasso orçamentário Link

Cyberwar e Guerra Informacional I

Aconteceu no Iraque: antes de um grupo terrorista entrar numa cidade, fez uma ampla divulgação nas redes sociais de vídeos em que executava soldados do exército iraquiano. Não houve quase resistência quando tomou a cidade: o exército simplesmente fugiu. Mas o propósito não é só aterrorizar - é também recrutar.

Calcula-se que foram gerados quase 40.000 tweets em poucos dias.

Na guerra vale tudo, até o Twitter Link

 

Cyberwar e Guerra Informacional II

O novo comandante do Centro de Comunicações e Guerra Eletrônica do Exército (CCOMGEX), General-de-Brigada Carlos Roberto Pinto de Souza, concedeu entrevista ao Informe ABIMDE, reproduzida por DefesaNet.

Detalha cuidadosamente os principais projetos nos quais o CCOMGEX está participando, tais como o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON), Projeto de Capacitação e de Emprego Operacional de Guerra Cibernética e Projeto de Recuperação da Capacidade Operacional (RECOP).

 

Cyberwar e Guerra Informacional III

O General-de-Brigada Carlos Roberto Pinto de Souza, informou em sua entrevista uma interessante marca.

Fora do terreno físico, o novo comandante do CCOMGEX destaca os perigos, riscos e o que vem sendo feito para combater as guerras virtuais. Ao longo de mais de duas décadas a atividade de guerra eletrônica vem se desenvolvendo e aperfeiçoando dentro do Exército Brasileiro.

“No dia 23 de maio formamos o guerreiro eletrônico número 1000, prova inconteste da eficácia da 1ª Escola de GE (Guerra Eletrônica) da América Latina”.

CCOMGEX: do SISFRON à Guerra Eletrônica, a arte de proteger o País Link

Energia Nuclear – Domínio e Dificuldades

 

A Marinha da Índia colocou em navegação restrita o submarino INS ARIHANT, após o reator nuclear ter alcançado a etapa crítica. A primeira unidade do projeto secreto Advanced Technology Vessel (ATV), de 1974.

Com ajuda russa tanto para a construção do submarino baseado nas classes Charlie e Akula I assim como no reator nuclear, tecnologia Pressurized Water Reactor (PWR).

Analisando as dificuldades e percalços deste projeto indiano podemos avaliar os desafios do PROSUB e em especial o projeto do SN-Br (Submarino Nuclear Nacional).

INS Arihant: um grande salto para a Índia? Link


Recomendamos a leitura do artigo de Sergio Malta
Energia nuclear: o Brasil pode abrir mão? Link

 

Canais DefesaNet
Facebook Fanpage Link
You Tube http://www.youtube.com/defesanet
Twitter http://twitter.com/defesanet

Para receber o DN inscreva-se na página inicial do DefesaNet