15 de Fevereiro, 2013 - 09:36 ( Brasília )

Comando do 4º Distrito Naval realiza operação na Região dos Estreitos, no Pará


No período de 17 a 31 de janeiro, o Grupo-Tarefa (GT) liderado pelo Grupamento de Patrulha Naval do Norte, realizou a Operação “Chance para Todos XXIX”, a Patrulha Naval “Tucunaré I” e o apoio ao Projeto Rondon, na Região dos Estreitos, no Estado do Pará.

O GT foi constituído pelos Navios-Patrulha “Bocaina”, “Guarujá”, “Guanabara”, “Pampeiro” e “Parati”, Aviso de Patrulha “Tucunaré”, Aviso Hidroceanográfico Fluvial (AvHoFlu) “Rio Tocantins” e Lancha “Guajará”, da Capitania dos Portos da Amazônia Oriental, além de uma embarcação da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Pará, com uma equipe de policiais civis e militares.

Foram realizadas patrulhas e inspeções navais; levantamentos hidrográficos; ações cívico-sociais, inclusive em comunidades localizadas no Rio Anapu, pela primeira vez atendidas pela Marinha; cobertura de eixo, em atenção à Campanha Nacional de Combate ao Escalpelamento; palestras; e cursos do ensino profissional marítimo nas cidades de Portel e Melgaço (PA).

A operação teve a participação de 240 militares da Marinha, dentre eles 40 aspirantes do 1º e 2º anos da Escola Naval, uma equipe de saúde com nove militares do Hospital Naval de Belém (HNBe), 10 policiais (civis e militares), dois agentes do IBAMA e 21 participantes do Projeto Rondon, sendo dois professores e 19 universitários da área de saúde e de serviço social, oriundos de 19 Instituições de Ensino Superior de 13 estados do País.

Os alunos participantes do Projeto Rondon receberam apoio logístico da Marinha do Brasil e acompanharam a equipe do HNBe no trabalho desenvolvido pela Força na Região Amazônica, durante as ações cívico-sociais realizadas em comunidades ribeirinhas de difícil acesso e precárias condições de saúde, localizadas entre os municípios de Melgaço e Portel.

Os resultados finais alcançados foram 136 embarcações inspecionadas, das quais 15 apreendidas, sendo duas balsas com madeira extraída ilegalmente e 15 notificadas por descumprimento da Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário; 1.500 atendimentos médicos; 1.430 atendimentos odontológicos; 111 coberturas de eixo; 236 novos aquaviários formados; e 420 milhas náuticas hidrografadas pelo AvHoFlu “Rio Tocantins” nas Baías de Melgaço, Portel, Caxiuanã e nos Rios Anapu e Camaraipi, no Pará. A equipe da Secretaria de Estado de Segurança Pública prendeu 10 pessoas de uma quadrilha de “ratos d’água” que assaltava embarcações na região.