08 de Maio, 2011 - 21:52 ( Brasília )

MB - Operação UNITAS 52-2011.

A Marinha do Brasil conduz desde o dia 19 de abril a 52ª edição da Operação UNITAS LII-2011. Operação multinacional mais antiga do mundo reúne Marinhas do Brasil, Estados Unidos, México e Argentina

Texto 5 DN Rio Grande - Marinha do Brasil
Fotos US Navy

A Marinha do Brasil conduz desde o dia 19 de abril a 52ª edição da Operação UNITAS LII-2011. Com encerramento marcado para o dia 09 de maio, a Operação transcorre em nossa Amazônia Azul, na área marítima entre Salvador e Rio de Janeiro em uma primeira fase, entre 19 e 26 de abril, e compreendendo o Rio de Janeiro e Rio Grande na segunda fase, entre 2 e 9 de maio.
       
Objetivando incrementar a interação operacional entre as Marinhas das Américas e contribuir para a manutenção das boas relações diplomáticas existentes, estreitando laços de confiança e solidariedade nos hemisférios, a UNITAS 2011 tem, este ano, a participação do Brasil, Estados Unidos, México e Argentina, além de observadores do Chile, Colômbia, Peru e Portugal.

A atracação dos meios envolvidos no porto do Rio Grande será no dia 8 de maio. No dia 9, às 10h, será realizada uma conferência de imprensa no Salão Nobre do Comando do 5º Distrito Naval (Com5ºDN). O credenciamento prévio deverá ser feito por meio da Assessoria de Comunicação do Comando, até o dia 6 de maio.

Pouco antes da conferência, às 9h, haverá uma aposição floral no Panteão Tamandaré, com a participação de representações brasileiras e estrangeiras. O Panteão, localizado em um dos recantos ajardinados do Com5ºDN, é um monumento arquitetônico que homenageia e abriga os restos mortais, desde 1994, do Patrono da Marinha e riograndino: Almirante Tamandaré.

Meios Participantes

O
Contra-Almirante Carlos Augusto de Moura Resende, Comandante da 1ª Divisão da Esquadra, exerce o comando do Grupo-Tarefa (GT) multinacional.

O GT da Marinha do Brasil é composto pelas Fragatas “F-40 Niterói”, “Independência” e “F-48 Bosísio”; um helicóptero de esclarecimento e ataque AH-11A “Super Lynx” e dois helicópteros de emprego geral UH-12 “Esquilo”; o Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta”; e o Submarinos  “S34 Tikuna”.

O navio ARA “Almirante Brown” compõe o GT argentino.

O GT Norte-Americano é formado pelos navios USS “(DDG 94 Nitze”; USS “(FFG 28 Boone”; USS “FFG 43Thach”; e USCGC “Escanaba”.

O México participará com o navio ARM “ PO 162 Baja California”.

Ao todo, estarão envolvidos na Operação cerca de 2.300 militares, sendo, aproximadamente, 1.200 brasileiros e 1.100 estrangeiros.

Durante toda a Operação serão realizados, entre outros, exercícios de guerra anti-submarino, de superfície e de defesa aeroespacial; tiro real com canhões e lançamento de mísseis.