24 de Outubro, 2012 - 16:41 ( Brasília )

Marinha do Brasil realiza seu maior treinamento no Planalto Central


Fuzileiros Navais da Marinha do Brasil realizam, no período de 19 a 30 de outubro, no Campo de Instrução de Formosa, um treinamento de grande vulto. O exercício, denominado Operação Formosa 2012, tem por finalidade contribuir para a manutenção da condição de pronto-emprego dos meios dos Fuzileiros Navais, sendo o maior treinamento realizado pela Marinha do Brasil no Planalto Central.

A Operação Formosa 2012 envolve aproximadamente 2.200 militares, Aeronaves, Carros de Combate, Veículos Blindados de Transporte de Tropas, Veículos Anfíbios sobre Lagartas, Mísseis Anti-Carro, Mísseis Superfície-Ar, Veículos Aéreos Não-Tripulados (VANT) e Artilharia, entre outros meios de combate, que serão empregados de forma integrada em manobras militares. Será também simulada uma Operação Anfíbia, considerada a mais complexa das operações militares. Visando a assegurar máximo realismo, todo o armamento será sempre empregado com a utilização de munição real.

O exercício reveste-se de grande importância para o Corpo de Fuzileiros Navais, que, conforme determina a Estratégia Nacional de Defesa, é a Força de caráter expedicionário por excelência. Assim, a manutenção de sua condição de pronto emprego exige treinamento em variados ambientes operacionais, tais como áreas urbanas, selva, áreas ribeirinhas e cerrado. Esta condição de prontidão constante materializa a capacitação da Marinha do Brasil na proteção da Amazônia Azul e na defesa das instalações navais, portuárias, arquipélagos e ilhas oceânicas, além de assegurar a capacidade de atuação em Operações Internacionais de Paz e em Operações Humanitárias, como é o caso do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais presente hoje no Haiti e do Destacamento embarcado na Força Tarefa Marítima da UNIFIL (Força Provisória das Nações Unidas no Líbano).

A existência de forças permanentemente prontas tem permitido à Marinha do Brasil responder imediatamente a um amplo espectro de crises, que variam desde o apoio aos Órgãos de Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro, na ocupação de diversas comunidades, até o envio de assistência humanitária em território nacional em apoio após as chuvas na Região Sudeste do País, bem como internacional como no Chile, onde instalou-se um Hospital de Campanha, em menos de 48 horas, por ocasião do terremoto que atingiu aquele País em 2010.

No dia 30 de outubro, será conduzida uma Demonstração Operativa que permitirá uma visão geral sobre o exercício realizado, além de algumas capacidades da Marinha do Brasil e do Corpo de Fuzileiros Navais, em especial. Na ocasião, que contará com a presença de diversas autoridades civis e militares, alguns meios como os blindados empregados nas Operações Policiais no Rio de Janeiro, o Hospital de Campanha e uma bateria de artilharia desdobrada no terreno estarão incluídos no roteiro para visitação.