25 de Setembro, 2012 - 12:40 ( Brasília )

Encerramento da XXIII RAPAL


A XXIII Reunião de Administradores de Programas Antárticos Latino-Americanos (RAPAL) foi encerrada, no dia 20 de setembro, no Rio de Janeiro, pelo Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto. Durante a semana, representantes da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Uruguai e Venezuela discutiram 66 documentos de trabalho e informação nas Comissões de Assuntos Científicos, Ambientais e Técnicos e de Assuntos Operacionais, Educacionais e Logísticos.

“Esta reunião foi um sucesso. Nós adotamos, a partir de agora, uma agenda com mais conteúdo. Nós incorporamos temas como científico, tecnológico, meio ambiente e de formação de pessoal. Com isto, está havendo uma sinergia muito grande entre os países componentes, e nós temos uma oportunidade de ter uma operação conjunta, uma voz única perante todo o Sistema do Tratado da Antártica”, afirmou o Contra-Almirante Marcos Silva Rodrigues, Secretário da Comissão Interministerial para os Recursos do Mar.

Ao final do encontro, os países participantes se comprometeram a apoiar o Brasil no processo de reconstrução da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF). Em outubro, com o término do inverno no continente, três navios da Marinha do Brasil e uma embarcação contratada para apoio logístico partem para a Antártica para iniciar o trabalho de desmontagem das partes da EACF afetadas pelo incêndio de fevereiro, além de realizar a montagem de módulos emergenciais que abrigarão parte dos pesquisadores brasileiros. Outra parte ficará na Base Câmara, unidade pertencente à Argentina.

“Este apoio que estamos recebendo de todos os países que fazem parte da RAPAL simplesmente nos dá força para que consigamos vencer os desafios. O primeiro desafio é o desmonte da EACF, e o segundo desafio é a construção da nova estação. Isto nos dá força para continuarmos e garantirmos que o Brasil, que chegou à Antártica há 28 anos, continue na Antártica apoiando a pesquisa e marcando a presença brasileira naquele continente”, ressaltou o Almirante-de-Esquadra Moura Neto.

A RAPAL é um fórum internacional criado em 1987 que reúne os diretores dos programas antárticos de Argentina, Brasil, Chile, Equador, Peru e Uruguai. Nesta edição, Colômbia e Venezuela participaram como observadores. A próxima reunião, em 2013, será realizada no Chile.