30 de Agosto, 2012 - 11:25 ( Brasília )

Aeronaves SeaHawk (MH-16) são incorporadas ao 1º Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino (HS-1)


Em 23 de agosto, o Comando da Força Aeronaval comemorou os 96 anos da Aviação Naval, em cerimônia militar realizada no Complexo Aeronaval de São Pedro da Aldeia (RJ). O evento foi presidido pelo Ministro da Defesa, Embaixador Celso Amorim, e contou com a presença do Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto, entre autoridades civis e militares.

Este ano, o evento celebrou uma nova etapa para a Marinha do Brasil e para a Aviação Naval, com a assinatura do termo de transferência de subordinação de quatro helicópteros SeaHawk (MH-16), incorporados ao 1° Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino (HS-1).

Dois deles foram apresentados na cerimônia, um em sobrevoo e outro no solo. Até 2014, mais duas aeronaves do mesmo modelo serão recebidas, totalizando seis novos SeaHawk para a Marinha.

O MH-16 possui características estruturais com um projeto que lhe conferem maior robustez, resistência e confiabilidade, como a redundância dos sistemas de controle de vôo, sistemas hidráulicos e a tolerância balística das pás do rotor principal para calibres de até 20 mm. Os equipamentos aviônicos e sensores são de última geração e podem ser armados com Metralhadora Lateral, Torpedos Anti-Submarino e Míssil Anti-Navio.

Desta forma, as aeronaves serão empregadas em proveito das Forças Navais, na “Amazônia Azul”, com a capacidade de realizar tarefas de detecção, localização, acompanhamento, identificação e ataque a alvos de superfície e submarinos, além de ações de busca e salvamento.

As novas aeronaves irão substituir os SH-3A/B “Seaking”, que por mais de 40 anos prestaram bons serviços à Aviação Naval.