27 de Agosto, 2012 - 10:30 ( Brasília )

Avaria em NPaFlu Rôndonia, durante BRACOLPER-2012, acionou mergulhadores


No dia 25 de julho, durante a travessia de Letícia, na Colômbia, até Iquitos, no Peru, o Navio-Patrulha Fluvial (NPaFlu) “Rondônia”, subordinado ao Comando da Flotilha do Amazonas, colidiu com um tronco enquanto navegava no Rio Marañon, ocasionando a quebra do pino de cisalhamento do eixo de bombordo e posterior perda também do eixo de boreste. Após fundeio em emergência, foram realizados os procedimentos corretivos e restabelecida a propulsão a boreste, permanecendo, entretanto, o eixo de bombordo travado.

Uma dupla de mergulhadores embarcada no NPaFlu “Raposo Tavares” foi prontamente acionada e encaminhada ao navio sinistrado. Após criteriosa análise de riscos, decidiu-se por um mergulho para inspeção e dimensionamento da situação, quando se constatou que o tronco era de grandes proporções e estava travado longitudinalmente ao eixo do Navio.

A soma das experiências, competência, tenacidade e espírito de sacrifício da tripulação e da dupla de mergulhadores foram decisivos para que, após 4 horas ininterruptas de atividade, o tronco fosse retirado. Vale ressaltar, que a dupla de mergulhadores realizou oito mergulhos de elevada complexidade, dificultadas pela baixa visibilidade local e forte correnteza do Rio Maranõn, aliada à grande dimensão do tronco e a posição incomum de travamento no eixo, o que enaltece a capacidade e prontidão das equipes operativas da Marinha do Brasil na Região Amazônica.