22 de Agosto, 2012 - 08:30 ( Brasília )

Farol Orange é restabelecido


No período de 12 a 24 de julho, militares do Serviço de Sinalização Náutica do Norte (SSN-4), do Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém (GptFNBe) e da Capitania dos Portos do Amapá (CPAP), Organizações Militares subordinadas ao Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN), e do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (EsqdHU-3), subordinado ao Comando do 9º Distrito Naval, participaram da Operação “Farol Orange”, cujo propósito foi inspecionar e efetuar a manutenção da parte estrutural daquele importante Farol, localizado no extremo norte do Brasil, próximo a fronteira a Guiana Francesa, no estado do Amapá.

Situado dentro do Parque Nacional do Cabo Orange, o Farol teve sua construção concluída no ano de 1997, em uma área desabitada, inóspita, de difícil acesso e densamente vegetada por bosques de manguezais, localizada em plena mata equatorial, na foz do Rio Oiapoque. Sua estrutura é construída em cantoneiras de aço, no formato de treliça quadrangular, na cor branca, e tem 50 metros de altura.

Para que a manutenção do Farol pudesse ser realizada, o material e os militares do SSN-4 e do GptFNBe foram transportados em um navio do Grupamento de Patrulha Naval do Norte, de Belém (PA) a Macapá (AP), de onde seguiram em viatura do Exercito Brasileiro até a Companhia Especial de Fronteira (CEF), na localidade no município de Clevelândia do Norte (AP), que serviu de base de apoio para a operação.

Na primeira etapa do trabalho, os fuzileiros navais foram transportados por aeronave da CEF até o Farol, descendo por guincho para desmatarem e limparem a área do heliponto, permitindo, assim, o pouso do helicóptero que transportava os demais militares e a carga, necessários à inspeção e aos serviços de manutenção do farol. Os militares permaneceram acampados na base do Farol por nove dias e, juntos, fuzileiros navais e marinheiros, trocaram as cantoneiras e as chapas de aço comprometidas, soldaram as partes que estavam rompidas, trataram a estrutura, recuperaram a instalação elétrica, ampliaram a clareira e realizaram a manutenção do equipamento luminoso do Farol.

O Farol Orange, sinal náutico fixo que foi construído para apoiar a segurança da navegação e que representa um marco relevante ao indicar o limite das nossas águas jurisdicionais e, também, o início da nossa costa, teve sua estrutura restabelecida e segue marcando a presença da Marinha no extremo Norte do País.