22 de Maio, 2012 - 09:38 ( Brasília )

Fragata “Liberal” substitui Fragata “União” na Força Tarefa-Marítima da UNIFIL


Após seis meses de efetivo serviço, sob o comando tático da Força Tarefa-Marítima (FTM) da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL), a Fragata “União” (F45) foi substituída pela Fragata “Liberal” (F43), no dia 17 de maio.

Presidida pelo Comandante da FTM-UNIFIL, Contra-Almirante Wagner Lopes de Moraes Zamith, a solenidade contou com a presença do Embaixador do Brasil no Líbano, Paulo Roberto Campos Tarrisse da Fontoura, e foi conduzida em duas etapas: a primeira, no mar, a bordo da Fragata “Liberal” e a segunda, no Porto de Beirute, na Fragata “União”.

A incorporação da F43, no Líbano, foi simbolizada pelo içamento do Pavilhão das Organização das Nações Unidas (ONU), a entrega do brasão da UNIFIL e a troca dos bonés pretos, que compõem o uniforme utilizado na Marinha do Brasil (MB) em viagem, pelos bonés azuis, característicos dos militares subordinados à ONU. “Os senhores estarão ostentando o símbolo das Organizações das Nações Unidas e serão regidos por um rigoroso código de conduta e ética. Serão chamados de mantenedores da paz, de Peace Keepers. Cumprirão suas tarefas em um ambiente multinacional e viverão em um país de diversidade cultural e notável riqueza histórica”, afirmou o C Alte Zamith, em suas palavras à tripulação do navio.

À tarde, na desincorporação da F45, houve o arriamento do Pavilhão da ONU e a troca dos bonés azuis pelos bonés pretos de viagem. “Nesta empreitada inédita no âmbito Internacional, o Brasil comprovou seu valor como nação capaz de exercer a liderança da FTM e, por meio da Fragata “União”, soube desempenhar com segurança, eficiência e responsabilidade o papel de navio Capitânia”, encerrou o Almirante Zamith.