19 de Janeiro, 2012 - 11:12 ( Brasília )

Segurança da navegação foi o foco da Operação “Madeira II “


A Marinha do Brasil, por intermédio do Comando do 9º Distrito Naval (Com9ºDN), realizou a Operação “Madeira II”, no período de 11 a 21 de dezembro de 2011, desde a foz do Rio Madeira até a cidade de Porto Velho, em Rondônia. O propósito foi garantir a segurança da navegação, que é limitada em função do regime de seca, principalmente nos trechos críticos do rio.

A Operação “Madeira II” efetuou ações de Patrulha Naval e Inspeção Naval na hidrovia, em face dos riscos à segurança do tráfego aquaviário causados pelas balsas de garimpo, que realizam dragagens em desacordo com a Lei da Segurança do Tráfego Aquaviário e das Normas da Autoridade Marítima, prejudicando a passagem de embarcações.

Na Operação, a Marinha do Brasil empregou o Navio-Patrulha Fluvial “Roraima” (P-30), um Helicóptero modelo Esquilo, a Agência-Escola Flutuante “Mutirum II”, três Lanchas de Apoio ao Ensino e Patrulha e duas Lanchas de Ação-Rápida, além de três destacamentos de fuzileiros navais, que, diuturnamente, realizaram inspeções e patrulhas navais ao longo do Rio Madeira.

Dentre as irregularidades encontradas, foi constatada a existência de dragas operando sem a devida regularização e desconhecimento por parte dos operadores sobre as Normas da Autoridade Marítima, além de outras irregularidades junto ao Departamento Nacional de Produção Mineral e à Secretaria de Mineração do Estado do Amazonas.

Durante as abordagens, os inspetores navais notificaram, apreenderam e orientaram os operadores das dragas e os condutores de outras embarcações sobre os procedimentos de regularização das mesmas, além de instruírem sobre a segurança da navegação.

Fonte/fotos: Marinha do Brasil - NOMAR