03 de Janeiro, 2012 - 12:54 ( Brasília )

HYUNDAI - Crise Global deve Prejudicar Indústria Naval este Ano


The Wall Street Journal Americas/KYONG-AE CHOI e MIN JEONG LEE, de Seul


A Hyundai Heavy Industries Co., maior estaleiro do mundo em valor total de pedidos, quer obter US$ 30,6 bilhões em novas encomendas e uma receita de 27,6 trilhões de wons (US$ 23,85 bilhões) em 2012, embora preveja um "ano muito difícil" por causa da crise de dívida soberana na Europa.

"Estamos enfrentando dificuldade para antecipar o cenário empresarial [do ano] devido à volatilidade no câmbio e na cotação da matéria-prima", informou num comunicado o estaleiro, que tem sede em Ulsan.

As metas para o total de pedidos e de vendas subiram em 2012 19,6% e 9,5%, respectivamente, em relação aos resultados de 2011, quando ela contabilizou um total de US$ 25,54 bilhões em pedidos e receita de 25,2 trilhões de wons. As vendas se baseiam no total acumulado de pedidos realmente concretizados.

A empresa não conseguiu alcançar a meta anual de 2011, que era de conseguir US$ 26,3 bilhões em novos pedidos e receita de 26,945 trilhões de wons.

Estaleiros como a Hyundai Heavy estão intensificando os esforços para diversificar suas ofertas devido à continuidade da pouca demanda por navios cargueiros, como os de contêineres e graneleiros.

De suas sete divisões de negócios, a Hyundai Heavy está se concentrando mais em plataformas marítimas como as de perfuração petrolífera, e aumentou a meta de pedidos nesse segmento dos US$ 4,8 bilhões de 2011 para US$ 5,2 bilhões este ano. Ela já concorreu por vários projetos importantes, como a construção de uma plataforma de produção, armazenamento e transporte na Nigéria, conhecida no mercado pela sigla FPSO, avaliada em até US$ 3,5 bilhões, disse no fim de dezembro à agência Dow Jones Newswires Kang Chang-june, vice-presidente sênior da divisão de plataformas e engenharia marítima da empresa.