21 de Dezembro, 2011 - 12:12 ( Brasília )

Porta-aviões indiano estará pronto em 2012, Rússia ainda propõe à Índia submarinos Amur-1650


O porta-aviões Vikramaditya (o antigo cruzador porta-aviões russo Admiral Gorshkov) será entregue à Índia antes do fim do próximo ano, comunicou aos jornalistas o chefe do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar.

Conforme o acordo assinado em 2004, o porta-aviões Admiral Gorshkov foi entregue ao lado indiano gratuitamente, nas condições de modernização do navio na Rússia e seu equipamento com um grupo de aviação, produzido na Rússia também.

O contrato é avaliado no total em 1,5 bilhões de dólares, todos os trabalhos deveriam ter terminado em 2008. Contudo, mais tarde a parte russa anunciou que o volume de trabalhos não tinha sido bem calculado, acrescentando que eram necessários pagamentos adicionais.

A Índia concordou com o aumento do custo e também do prazo de modernização (até 2010). Conforme os dados da parte indiana, o porta-aviões terá um custode 2,33 bilhões de dólares. Supõe-se que o navio poderá ficar ao serviço durante 30 anos.


Rússia propõe à Índia submarinos Amur-1650

A  Rússia també propôs à Índia os seus submarinos Amur-1650 na concorrência pública organizado pelo Governo da Índia para a aquisição e produção licenciada de seis submarinos não atômicos.

Os submarinos do projeto Amur-1650 estão equipados com um complexo de armamentos, que inclui mísseis antinavio e a possibilidade de seu lançamento em simultâneo. O Amur-1650 permite igualmente a destruição de objetos em terra por meio de mísseis de cruzeiro de longo alcance.

O comprimento do Amur-1650 é 66,8 metros, o submarino pode imergir a uma profundidade de 300 metros, tem uma velocidade máxima de 19 nós, uma autonomia de 45 dias, uma tripulação de 35 pessoas, 6 aparelhos de torpedos de calibre 533 milímetros, com capacidade para 18 mísseis e torpedos.