27 de Junho, 2019 - 10:45 ( Brasília )

8ª Conferência Latino América de Navios Patrulha reúne 130 representantes de 15 países no Rio de Janeiro


A Marinha do Brasil participa, de 25 a 27 de junho, da 8ª Conferência Latino América de Navios Patrulha, realizada no Rio de Janeiro. O evento, que reúne 130 representantes de mais de 15 países, entre eles Alemanha, Argentina, China, EUA, Itália, Reino Unido e Uruguai, tem como objetivo apresentar e propor soluções para o desenvolvimento de políticas de defesa naval, além de oferecer informações sobre novos recursos e meios empregados nas Marinhas ao redor do mundo.

As autoridades brasileiras apresentaram um panorama geral do trabalho desenvolvido em todo o país nas áreas de defesa, econômica e social; destacando as ações estratégicas para o desenvolvimento de políticas da defesa naval, a implementação de um Cluster Marítimo no Rio de Janeiro, o andamento do Programa de construção de navios da “Classe Tamandaré”, o Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), a importância das hidrovias para acesso a outras regiões, o uso das águas dos mares para fins de exportação, e ainda turismo marítimo, sempre visando o crescimento econômico do País.

Segundo o Comandante em Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Cunha, “a Marinha não é apenas de Marinha de guerra, ela possui programas de desenvolvimento social que contribui para a defesa”, referindo-se aos pontos de interesse e atuação da instituição, tais como: o tráfego marítimo, comércio exterior, segurança na navegação, cabotagem, pesquisas científicas, assistências médicas entre outras contribuições para o desenvolvimento da indústria nacional.

O Diretor-Presidente da Empresa Gerencial de Projetos Navais (EMGEPRON), Vice-Almirante (RM1-IM) Edésio, falou sobre “As novas estratégias de negócios da EMGEPRON”, que envolvem o desenvolvimento e acompanhamento de projetos e programas já em andamento.

Durante o primeiro dia, houve ainda palestras das marinhas da Espanha, do Uruguai, da Argentina, de Honduras, e da Nicarágua, além das empresas Leonardo, Damen Shipyards e Roxtec Brasil. A programação da conferência conta também com uma visita de 50 dignitários, no dia 27, ao Navio Patrulha "Apa".