11 de Outubro, 2011 - 13:06 ( Brasília )

Comandante-em-Chefe da Esquadra visita a Fragata “União”


O Comandante-em-Chefe da Esquadra, Vice-Almirante Wilson Barbosa Guerra, Comandante da Força-Tarefa 710.1, decolou, no dia 9 de outubro, da Fragata “Niterói”, Capitânia da Força-Tarefa, para visitar a Fragata “União”, durante os exercícios da Operação “TROPICALEX”.

Os navios, que suspenderam da Base Naval do Rio de Janeiro em 6 de outubro, estavam navegando ao norte do Arquipélago de Abrolhos, conduzindo exercícios para adestramento dos meios da Esquadra e preparo da Fragata “União” para participar, como Capitânia, da Maritime Task Force (MTF) da Missão de Paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Líbano (UNIFIL) comandada pelo Contra-Almirante Luiz Henrique Caroli.

Na visita, o Vice-Almirante Guerra percorreu as diversas incumbências da Fragata “União”, observando o excepcional nível de preparo do navio na parte de material e de pessoal. Pôde observar a preocupação com o conforto da tripulação, a motivação e o excelente nível profissional de todos a bordo.

Durante a Operação “TROPICALEX”, a Fragata “União” está realizando diversos exercícios, destacando-se o tiro com canhão de 4.5”; aproximação e transferência de carga leve; abastecimento no mar, com apoio do Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta”; manobras táticas; desembarque rápido, por aeronave, de mergulhadores de combate; guerra anti-submarino; e guerra eletrônica, além de exercícios de controle de avarias.

Os exercícios visam aprimorar o nível de adestramento da tripulação, deixando-a pronta para os novos desafios que enfrentará em sua nova missão, que terá a duração de aproximadamente oito meses, operando em águas estrangeiras. A Operação “TROPICALEX” está envolvendo cerca de 1600 militares.

A Força-Tarefa é composta pelas Fragatas “Niterói” (F40), “União” (F45), “Greenhalgh”(F46) e “Bosísio” (F48), pela Corveta “Barroso” (V34), pelo Navio-Tanque “Almirante Gastão Motta” (G23), além de 2 aeronaves UH-12/13 “Esquilo” e 3 aeronaves AH-11A “Super Lynx”.

Durante a Operação, alguns meios navais atuam em apoio aos exercícios, são eles os Submarinos “Tikuna” (S34) e “Tamoio” (S31), o Navio de Socorro Submarino “Felinto Perry” (K11), a Corveta “Caboclo”, o Navio-Patrulha “Gurupá” e Navios-Patrulha do Comando do 2º e 3° Distritos Navais, além de uma aeronave P-95 e duas aeronaves A-1 da Força Aérea Brasileira.

A Fragata “União” atracará em Recife (PE), no dia 13 de outubro, permanecendo no Porto até o dia 19, quando suspenderá com destino ao Líbano.

Fonte: Nomar