18 de Janeiro, 2018 - 12:00 ( Brasília )

Operações aéreas e manobras táticas na ASPIRANTEX 2018


Os Aspirantes da Escola Naval que estão embarcados no NDM “Bahia” (G40) puderam ver de perto a realização de novos exercícios operativos, no terceiro dia da Operação ASPIRANTEX 2018, nesse domingo, dia 14. Na parte da manhã, foi realizado um exercício de Qualificação e Requalificação de Pouso a Bordo (QRPB), com os helicópteros de ataque SH-16 e de emprego geral UH-15, ocasião em que tiveram a oportunidade de embarcar.

À tarde, os futuros Oficiais observaram a realização de outro importante exercício: o de manobras táticas, no qual os navios cumpriram diversos sinais táticos para mudança das suas posições ou das formaturas. Nesse exercício, os Aspirantes puderam acompanhar o trabalho realizado no Passadiço do navio.

Encerrado o adestramento, todos os meios envolvidos cumprimentaram o Comandante em Chefe da Esquadra (ComemCh), que se encontrava a bordo do Navio de Desembarque de Carros de Combate “Almirante Saboia” (G25). A ASPIRANTEX tem como propósito elevar o grau de prontidão dos meios navais e aeronavais da Esquadra e contribuir para a orientação dos Aspirantes do 2º ano da Escola Naval na opção de Corpo e na escolha da área de habilitação.

Aspirantes visitam a enfermaria do NDM “Bahia”

O SO-EF Erisberto mostra as instalações hospitalares do “Bahia” aos Aspirantes

Cerca de 20 Aspirantes da Escola Naval conheceram o complexo hospitalar do Navio Doca Multipropósito “Bahia”, na manhã desta terça-feira, dia 16 de janeiro, por ocasião da Operação Aspirantex 2018. A visita foi guiada pelo Suboficial Enfermeiro Erisberto, que mostrou todas as instalações do Grupo de Saúde (GRUSAU).

O navio dispõe de: salas de cirurgia, leitos de terapia intensiva (UTI), leitos para queimados (UTQ), reanimação/pré-operatória, isolamento, consultórios médicos, salas de procedimento, consultório odontológico, laboratório e sala de raio-x. A enfermaria tem capacidade para realizar cirurgias fazer a triagem de feridos.

Entre suas atribuições estão as de: prestar apoio médico à Força Naval e às Operações Anfíbias, além de atuar em missões de Assistência Humanitária e de Evacuação de Não Combatentes. Até o fim da Aspirantex 2018, todos os Aspirantes embarcados terão a oportunidade de visitar o complexo hospitalar e de tirar suas dúvidas sobre o mesmo.

Aspirantes femininas participam da Aspirantex 2018 a bordo do “Bahia”

Aspirantes femininas a bordo do NDM “Bahia” durante a Aspirantex 2018

Seis Aspirantes femininas embarcaram no Navio Doca Multipropósito “Bahia”, no dia 12 de janeiro, para participar da Operação ASPIRANTEX 2018, que acontecerá até o dia 1º de fevereiro, com passagem pelos portos de Mar Del Plata, na Argentina, Montevidéu, no Uruguai, Itajaí (SC) e Paranaguá (PR). Esta é a primeira vez que o navio recebe Aspirantes femininas para a comissão, que tem como objetivos elevar o grau de prontidão dos meios navais e aeronavais da Esquadra e contribuir para a orientação dos Aspirantes do 2º ano da Escola Naval na opção de Corpo e na escolha da área de habilitação.

As Aspirantes, apesar de já saberem que integrarão o Corpo de Intendentes da Marinha (CIM), estão tendo a oportunidade de conhecer a vida em alto mar e a rotina dos navios. Durante a comissão, elas presenciam a realização de diversos exercícios de caráter militar, como operações com aeronaves, transferência de óleo no mar, manobras táticas entre os navios, exercícios de tiro, exercícios de combate a incêndio, entre outros.

A Aspirante Lara Corrêa, do 3o ano da Escola Naval, disse: “A Aspirantex contribui tanto na formação profissional quanto na pessoal do Aspirante, pois aqui nós temos o amadurecimento e efetivamente começamos a trabalhar para a nossa carreira, aqui vemos tudo o que aprendemos em sala de aula e utilizamos. Nós aprendemos a lidar com a tripulação, a ser um líder”.

A bordo do “Bahia” estão outros Aspirantes masculinos, que, ao fim da comissão, poderão optar entre os corpos da Armada (CA), de Fuzileiros Navais (CFN) e de Intendentes da Marinha (CIM).

Comandante em Chefe da Esquadra embarca no NDM “Bahia”

Aspirantes assistem a palestra do ComemCh

O Comandante em Chefe da Esquadra (ComemCh), Vice-Almirante Alipio Jorge Rodrigues da Silva, foi recebido pelos Oficiais e Aspirantes embarcados no Navio Doca Multipropósito “Bahia”, durante a primeira travessia da ASPIRANTEX-2018, na tarde dessa terça-feira, dia 16.

O navio compõe o Grupo-Tarefa, do qual participam 207 Aspirantes da Escola Naval. Nessa quarta-feira, dia 17, o ComemCh conversou com os Aspirantes sobre a carreira de um Oficial do Corpo da Armada. Na ocasião, os jovens militares puderam conhecer um pouco mais da trajetória do Vice-Almirante e das oportunidades que se apresentam aos que escolhem esse Corpo, tanto a bordo de navios da Esquadra e dos Distritos Navais, quanto em diversas Organizações Militares de terra – no Rio de Janeiro e em diferentes cidades do Brasil.

ComDiv-1 recebe Aspirantes para conversa informal sobre a carreira militar

ComDiv-1 e os Aspirantes reunidos na Praça D’Armas

O Comandante da 1ª Divisão da Esquadra, Contra-Almirante Paulo César Colmenero Lopes, recebeu um grupo de Aspirantes do 2º ano da Escola Naval para uma conversa informal na Praça D’Armas dos Oficiais Superiores do NDM “Bahia”, nessa segunda-feira, dia 15 de janeiro. O objetivo do encontro foi tirar possíveis dúvidas dos Aspirantes em relação à carreira militar e até mesmo sobre a vida pessoal de um Oficial de Marinha, abordando tanto os pontos positivos quanto os desafios da carreira, o relacionamento com a família, e as perspectivas que os alunos possuem dentro das opções que, em breve, farão.

Para o Almirante Colmenero, a conversa foi muito proveitosa. O Aspirante Gabriel Monteiro, apesar de já estar convicto da opção que fará, pelo Corpo da Armada e com Habilitação em Eletrônica, considerou a conversa com o Almirante enriquecedora. “Normalmente, não temos a oportunidade de conversar desse modo com alguém com a antiguidade e a experiência dele.

Foi bom principalmente para os que querem seguir carreira e ser Almirante um dia. Foi bem útil, tiramos várias dúvidas. Mesmo para quem já está decidido, sempre fica aquele medo: será que estamos fazendo a escolha certa?”, contou o Aspirante.

Fotos: Marinha do Brasil