14 de Dezembro, 2017 - 10:00 ( Brasília )

Dia do Marinheiro em Brasília lembra os avanços da Marinha


Major Sylvia Martins

Nesta quarta-feira (13), em cerimônia no Grupamento de Fuzileiros Navais em Brasília (DF), foi comemorado o Dia do Marinheiro, com a entrega da medalha Mérito Tamandaré a personalidades civis, militares e instituições. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, presidiu o evento ao lado do ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco; do presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Lopes de Oliveira; do comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira; do comandante da Aeronáutica, Nivaldo Luiz Rossato; do chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, almirante Ademir Sobrinho; e do chefe do Estado-Maior do Exército, general Fernando Azevedo e Silva.

Para o ministro Jungmann a data lembra um ano de conquistas para a Marinha. “Conseguimos viabilizar a compra de quatro corvetas, que são necessárias para a modernização da Esquadra, estamos também liberados para a construção de um navio patrulha, e em breve, estaremos inaugurando a nova base na Antártica.

Além disso, o de acordo do presidente da República para a aquisição do navio multifunção, que será o navio capitânia, que será comprado da Inglaterra”, ressaltou o ministro. Na mensagem presidencial sobre a data, foi destacado o trabalho da Marinha para a preservação dos interesses vitais do País. “São nossos marinheiros que garantem a defesa de nossa soberania nos mares e nas águas interiores. São os nossos marinheiros que asseguram a proteção de nossas linhas de comunicação marítimas”, trecho do texto lido durante a cerimônia.



O comandante da Marinha lembrou os feitos do patrono da Marinha e o significado da medalha Almirante Tamandaré. “O Dia do Marinheiro celebra o aniversário de Tamandaré, o nosso grande herói, que é um exemplo com todos seus valores para nós marinheiros.

E em homenagem a todos aqueles que dentro da Marinha ou fora dela, de alguma maneira contribuem para a nossa instituição, foi criada a medalha Mérito Tamandaré”, disse o almirante Leal Ferreira. O almirante, na leitura da Ordem do Dia, falou sobre os avanços da Marinha. “A partir do próximo ano, lançaremos e colocaremos em operação o submarino Classe Riachuelo, que representa importante passo para alcançarmos a capacitação de construir, operar e manter um submarino de propulsão nuclear”, afirmou.

Estiveram na comemoração do Dia do Marinheiro ainda deputados federais, integrantes do alto comando das Forças Armadas, embaixadores, representantes do Judiciário militar, autoridades civis e personalidades.

A cerimônia

Antes dos agraciados tomarem seus lugares no pátio do Grupamento, para receberem o Mérito Tamandaré, foram executados o exórdio do Patrono da Marinha e uma salva de 19 tiros.

A medalha foi criada pelo decreto 42.111, de 20 de agosto de 1957. Destina-se a agraciar as autoridades, instituições e personalidades civis e militares, brasileiras e estrangeiras, que tenham prestado relevantes serviços à Marinha.

Entre as personalidades agraciadas, na cerimônia, o ministro da Defesa acompanhado do comandante da Marinha, cumprimentou o presidente do Congresso Nacional, e condecorou os estandartes do Comando de Operações Aeroespaciais, da Força Aérea; a Diretoria do Pessoal Civil da Marinha, o Comando do Controle Naval do Tráfego Marítimo; e o Hospital de Guarnição de Florianópolis, do Exército Brasileiro.

O apresentador Luciano Huck, também recebeu a comenda e lembrou a visita que fez a Fragata Liberal em 2016. “Já fizemos coisas muito relevantes juntos. A visita que eu fiz à fragata Liberal na missão de Paz da ONU, no litoral do Líbano, onde a Marinha Brasileira tem um papel super importante”, comentou.

Militares das três Forças (Marinha, Exército e Aeronáutica) também estiveram entre os agraciados. A suboficial Adriana Araújo da Rocha, da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha, com 23 anos de serviço, sentiu-se gratificada pela honraria. “Hoje, 13 de dezembro, estou sendo promovida a suboficial e recebendo a medalha. Pra mim é uma felicidade dupla de ser reconhecida pelo meu trabalho”, lembrou a militar.

O coronel Gilson de Moura Freitas disse ser uma honra receber uma comenda tão importante de uma Força co-irmã. “Realmente para mim é uma grande satisfação estar aqui ombreando com esses colegas da Marinha do Brasil e demais agraciados. O sentimento é de honra”, disse o oficial do Exército.

Ao final da cerimônia, autoridades e convidados prestigiaram a saída da guarda de honra.


Fotos: Sgt Manfrim/MD