03 de Março, 2017 - 10:00 ( Brasília )

Marinha indiana será equipada com sistemas SRSAM MBDA


Os sistemas SRSAM irão substituir os Barak 1 israelenses e os obsoletos sistemas de armamento de combate de proximidade russos. A empresa francesa MBDA concordou em transferir para a DRDO da Índia tecnologia de SRSAM de lançamento vertical.

A Índia emitiu um pedido global de informações (RFI, sigla em inglês) para adquirir um sistema de lançamento vertical de mísseis superfície-ar de curto alcance (SAM) para montagem a bordo de navios da Marinha Indiana e que seria utilizado para defesa antimíssil, assim como contra outros alvos aéreos identificados pela Marinha Indiana. Com este RFI, a Marinha iniciou um processo bastante aguardado para substituir o sistema de defesa aérea Barak 1.

Em um documento de 14 páginas, a Marinha diz: "O sistema, para uso em quaisquer condições de tempo, deve ser capaz de receber dados do radar de vigilância aérea. Exigências para a instalação de radar de vigilância aérea/radar de controle de fogo dedicado. Os fornecedores devem especificar a viabilidade de usar radares existentes como Fregat MAE, Fregat M2EM, AMDR2D, AMDR 3D, RAWL 08/02, MFSTAR, 3D SAR."

O RFI diz que o sistema de mísseis deve ser adequado para atacar alvos com velocidades de até Mach 3. A Marinha pediu aos fornecedores para especificarem a velocidade máxima com as condições de qualificação, se houver, por exemplo, altitude de voo, fases de voo, etc.

Os vendedores terão de fornecer detalhes do tipo de orientação (Linha de Comando da Vista, Ligação de Dados, Navegação Proporcional, etc.) e estabilização do míssil para rolamento, inclinação e guinada. O documento não revela o alcance que a Marinha requer.

A Marinha Indiana pediu detalhes de todo o sistema de controle de fogo incluindo alvos que podem ser combatidos simultaneamente e o número de tripulantes necessário para operar o sistema.

O concurso deverá ser lançado no terceiro trimestre de 2017. "Os fornecedores devem indicar o prazo provisório mais curto para o fornecimento da referida quantidade de sistemas SR SAM", diz.

A Marinha exige um sistema de lançamento vertical com cobertura de 360° para atacar alvos hostis. No ano passado, a MBDA apresentou um lançamento vertical estático simulado de SRSAM na Defense Expo de Goa, na Índia. O SRSAM de 100 kg da MBDA é um míssil da classe Mach 3, com um alcance de 40 km.

A MBDA afirma que a probabilidade de abater um alvo com um único disparo é de pelo menos 70 por cento para o disparo de um único míssil e de 85 por cento para uma salva de dois mísseis. Fontes disseram que DRDO também está trabalhando independentemente em um projeto doméstico de SRSAM.