30 de Novembro, 2016 - 09:00 ( Brasília )

Exercício da Marinha no porto de Rio Grande simula ação contra invasão

Ao todo, 300 militares participam do exercício no Sul do Brasil. As operações do porto de Rio Grande não serão afetadas pela simulação militar.

A Marinha faz um exercício de simulação contra uma invasão ao porto de Rio Grande, no sul do estado do Rio Grande do Sul, a partir desta segunda-feira (28). Ao todo, 300 militares participam do treinamento, que acontece também no entorno do cais.

Toda a estrutura da Marinha será utilizada durante o exercício. Os militares ficarão de prontidão no porto e em bairros do entorno, com objetivo de impedir o avanço de inimigos.

Não serão realizados disparos de armamento durante o exercício, e a operação do porto não será prejudicada.

A operação, chamada Deportex, simula uma divisão do estado em dois países e tem o objetivo de treinar o efetivo local contra uma invasão simulada de um país fictício.

“Nós estamos nos opondo, em um exercício fictício, no qual o Rio Grande do Sul foi dividido em dois, ao norte da linha que liga o rio Camaquã, até o farol de Mostardas, que é o país marrom, que seria o nosso inimigo, e ao sul, é o país que é o grupo tarefa do qual eu sou comandante”, afirma o capitão dos portos José Vicente de Alvarenga.

O treinamento começa nesta segunda-feira e segue até quarta (30), e contará com a militares do 5º Distrito Naval, que faz a segurança do litoral gaúcho e catarinense.