20 de Outubro, 2015 - 09:00 ( Brasília )

Brasileiros que vão integrar missão de paz no Líbano entram em preparação na Defesa


Marina Rocha / ASCOM MD


O novo efetivo que irá assumir a Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-Unifil)já está em preparação para a atividade. Até a próxima sexta-feira (23), os militares brasileiros participam de uma série de palestras no Ministério da Defesa (MD). Eles vão receber informações sobre a conjuntura do país e particularidades da missão, além de orientações técnicas do trabalho.

Na abertura do treinamento, realizada na manhã desta segunda-feira (19), o chefe de Operações Conjuntas do MD, almirante Ademir Sobrinho, desejou sucesso à tropa. “Vocês iniciam um período de preparação para uma experiência única. Em termos de operação de paz, o local onde estão indo é tranquilo, mas precisa dessa missão”, destacou o almirante.

Este será o 11º contingente brasileiro no Líbano. A reunião é destinada aos comandantes e oficiais do Estado-Maior do contingente da FTM-Unifil. Depois da semana de atividades na Defesa, eles irão ao Rio de Janeiro, para mais treinamento no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB). A instituição é referência internacional em cursos e exercícios para militares, policiais e civis brasileiros e de nações amigas que passarão por missões de paz e desminagem humanitária.

Ao longo dos dias serão tratados temas diversos como política externa brasileira no Líbano, principais desafios, estrutura logística, aspectos sanitários, princípios fundamentais das missões das Nações Unidas, proteção de crianças e promoção da igualdade de gênero, entre outros. O 11º contingente ficará cerca de oito meses fora de casa e deverá assumir a Força-Tarefa Marítima em fevereiro de 2016.

O novo force commander da FTM-Unifil também está presente na semana preparatória do MD. Trata-se do contra-almirante Cláudio Henrique Mello de Almeida, que vai substituir, no ano que vem, o também contra-almirante, Flavio Macedo Brasil.

Sobre a Força-Tarefa Marítima da Unifil 
As Forças Armadas brasileiras estão desde 2011 no comando da missão de paz no Líbano. A Marinha do Brasil mantém uma fragata na costa com o objetivo de impedir a entrada de armas ilegais e contrabandos no país árabe. Além disso, a Força Naval colabora com o treinamento do pessoal da Marinha libanesa.

Criada em 1978 para estabilizar a região meridional libanesa durante a retirada de tropas israelenses da área, a Unifil foi reativada em 2006 após as hostilidades entre as Forças de Israel e o grupo xiita Hezbollah.

A embarcação brasileira que atua hoje como navio-capitânia da FTM-Unifil é a Corveta “Barroso” (V-34). Recentemente, enquanto seguia para Beirute, ela foi acionada para resgatar 220 imigrantes que iam em direção à Europa.