17 de Junho, 2011 - 12:19 ( Brasília )

França Assina Contrato para 2 BPC Classe Mistral com a Rússia

O contrato assinado hoje é para quatro navio mas a primeira fase serão dois a serem construído na França

 
O grupo francês DCNS assinou nesta sexta (17Junho) com a agência Russa Rosoboronexport, dentro do escopo do acordo intergovernamental Franco-Russo, de  25 Janeiro 2011, para o fornecimento de quatro navios Classe Mistral/BPC- Tipo projeção de Força e Comando (force projection & command vessels). O contrato assinado hoje, é para dois navios Classe Mistral/BPC e serviços associados incluindo logística, treinamento e transferência de tecnologia. O contrato foi assinado em São Petersburgo "International Economic Forum" em uma cerimônia a qual compareceu Dmitry Medvedev, Presidente da Federação  Russa.
 
Neste contrato a DCNS será o Prime Contractor e integrará as operações e sistemas de direção e comunicação. Os cascos serão subcontratados ao estaleiro STX de Saint-Nazaire, no oeste da França e em cooperação com o estaleiro russo OSK. Um subcontrato foi assinado entre o STX e o OSK.
 
A venda destes dois navios para a  Rússia representa mais de 1.000 empregos em tempo integral na França por um período de quatro anos.
 
O primeiro navio será entregue à Rússia em 2014, três anos após o contrato ser assinado. Osegundo BPC será entregue em 2015.
 
Este é a primeira exportação de um navio da Classe Mistral/BPC que está operacional na Marine Nationale. No mercado internacional, este navio é conhecido como “landing helicopter dock” (LHD).
 
A DCNS projetou a Classe BPC como navio multimissão para atender a várias necessidades de marinhas através do mundo. Eles são ideais para uma ampla gama de missões militares e civis.
 
Com um comprimento de 199 metros, deslocamento de  22.000 toneladas e uma velocidade acima de 18 nós, os  BPCs oferecem uma capacida de projeção de força global de tropas e equipamentos, incluindo helicópteros pesados e veículos de desembarque assim como uma ampla área de apoio médico para missões humanitárias. O projeto prevê uma grande automação o que permite uma tripulação de 170 marinheiros, com equipamentos de comunicação de alta performance torna o navio ideal para atuar como comando de Esquadra.
 
Os navios Mistral e Tonnerre, os primeiros dois BPCs, foram construídos pela DCNS no Chantiers de l’Atlantique e entregues à Marinha francesa em 2006 e 2007 respectivamente. O terceiro da classe batizado Dixmude, também encomendado pela Marinha Francesa, está sendo construído pela DCNS e STX France e é projetado ser entrgue para a Marinha Francesa em  2012.