21 de Fevereiro, 2014 - 10:21 ( Brasília )

Comando do 6° Distrito Naval realiza coletiva de imprensa sobre a Operação “Amazônia Azul”


O Comando do 6° Distrito Naval (Com6ºDN) realizou, no dia 17 de fevereiro, uma coletiva de imprensa sobre a Operação “Amazônia Azul”.

Na ocasião, o Comandante do 6° Distrito Naval, Contra-Almirante Edervaldo Teixeira de Abreu Filho, enfatizou os principais objetivos da operação: intensificar a fiscalização do cumprimento de leis e regulamentos; reprimir ilícitos nas Águas Jurisdicionais Brasileiras; e servir como preparação da Força Naval para a Copa do Mundo FIFA 2014.

Além da Marinha do Brasil, participaram da coletiva: alguns órgãos de imprensa de Corumbá e Ladário, no Mato Grosso do Sul; o Delegado Regional da Polícia Federal, Alexandre do Nascimento; e o Chefe do Escritório Regional do IBAMA de Corumbá, Gilberto Alves da Costa.

Durante a coletiva, o Almirante Edervaldo enfatizou a importância da participação dos órgãos e agências na operação: “Gostaria de lembrar que trabalhar em conjunto é certeza de sucesso, por isso a participação desses órgãos é fundamental para que possamos operar bem e intensificar a fiscalização nas Águas Jurisdicionais Brasileiras, mais especificamente, no Rio Paraguai”, destacou.

 


C Alte Edervaldo em entrevista à TV Morena

 

Para o Delegado da Polícia Federal, Alexandre do Nascimento, é uma satisfação participar da operação: “O trabalho em conjunto com a Marinha do Brasil nessas operações é sempre muito eficiente, pois dá uma certa mobilidade para as nossas ações e só traz resultados positivos”, afirmou.

Após a coletiva, a imprensa embarcou em lanchas da Capitania Fluvial do Pantanal para acompanhar a realização de uma Inspeção Naval nas águas do Rio Paraguai. O Capitão dos Portos, Capitão-de-Fragata Luciano Müller Vidal, explicou para a imprensa como são realizadas as inspeções.

 


CF Müller em entrevista à imprensa

 

Durante toda a operação, o Comando do 6° Distrito Naval realizará atividades de Patrulha e Inspeção Naval, Fiscalização e Controle do Tráfego Fluvial, Esclarecimento e Ação de Presença na calha do Rio Paraguai, entre a Foz do Rio Apa e a cidade de Cáceres (MT), assim como levantamento hidrográfico nas proximidades de Cáceres e manutenção do balizamento no Rio Paraguai, entre as cidades de Ladário (MS) e Cáceres.

Dentre os meios do Com6ºDN empregados na operação, destacam-se: o Monitor “Parnaíba”; o Navio Transporte Fluvial “Paraguassu”; os Navios-Patrulha “Penedo”, “Piratini”, “Poti” e “Pirajá”; o Aviso de Transporte Fluvial “Piraim”; o Navio de Apoio Logístico Fluvial “Potengí”; a Embarcação de Apoio Fluvial “Leverger”; Lanchas de Apoio ao Ensino; Lanchas Patrulha e botes; além de dois Helicópteros UH-12 “Esquilo”.

Neste período, o Com6ºDN utiliza, ainda, o Navio de Assistência Hospitalar “Tenente Maximiano” em Ações Cívico-Sociais direcionadas às populações carentes, na calha do Rio Cuiabá até a cidade de Cuiabá (MT), disponibilizando atendimento médico e odontológico.

Participam também da operação, na área do Com6ºDN, órgãos e agências, como: a Polícia Federal, a Receita Federal, o IBAMA, a Polícia Militar Ambiental, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e a Força Nacional de Ponta Porã (MS), além de dois Oficiais da Marinha Boliviana.