17 de Maio, 2005 - 19:45 ( Brasília )

Acidente a bordo do Navio-Aeródromo "São Paulo" III


Marinha do Brasil
Serviço de Relações Públicas da Marinha


"NOTA A IMPRENSA Nº 03"

Rio de Janeiro, 17 de maio de 2005.

Acidente a bordo do Navio-Aeródromo "São Paulo"


Na manhã de hoje, às 10 horas e 30 minutos, ocorreu um acidente na instalação de máquinas do porta-aviões SÃO PAULO.

O navio encontrava-se realizando preparativos para uma comissão de adestramento e navegava a cerca de 10 milhas ao sul da Ilha RASA. Ao ser comunicado vapor para o aparelho de catapulta, responsável pelo lançamento de aeronaves, houve o rompimento de uma tubulação, liberando vapor superaquecido junto a um quadro elétrico, operado por militares em serviço.

Não houve explosão a bordo.

O vapor que vazou da tubulação provocou queimaduras em onze tripulantes. Conforme já divulgado, um sargento veio a falecer, havendo três militares com ferimentos graves e mais dois feridos, sem gravidade, internados no Hospital Naval Marcílio Dias. Os outros cinco, também feridos sem gravidade, permaneceram no navio, sob os cuidados da enfermaria de bordo. Os familiares de todos os militares envolvidos no
acidente já foram contatados.

Após a evacuação dos feridos, o navio, por meios próprios, regressou para o Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro, onde ficará atracado, tendo sido adiada a comissão prevista. O local do acidente encontra-se isolado e será submetido a uma perícia técnica, antes de serem iniciados os reparos.

O Inquérito Policial Militar instaurado apurará os fatos, visando identificar as causas e circunstâncias do acidente, tendo prazo de conclusão de 40 dias.


CARLOS ALBERTO MACEDO JÚNIOR
CAPITÃO-DE-CORVETA
ENCARREGADO DA SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL