14 de Dezembro, 2013 - 11:35 ( Brasília )

Navios de guerra de EUA e China estiveram à beira de incidente


Um navio da Marinha chinesa se aproximou perigosamente, na semana passada, de um cruzador americano no Mar da China, o que quase provocou um incidente, revelou nesta sexta-feira o Pentágono, em um momento de forte tensão entre Washington e Pequim. O USS Cowpens, um cruzador lança-mísseis, se viu obrigado a manobrar para evitar uma colisão com o navio chinês, que cortou sua rota e reduziu a velocidade, informaram oficiais da Marinha e funcionários da Defesa.

O navio chinês ficou a menos de 500 metros do cruzador americano, destacou um alto funcionário do Pentágono, que pediu para não ser identificado. "Este episódio se desenvolveu em águas internacionais do Mar da China Meridional no dia 5 de dezembro", disse o funcionário à AFP.

"Finalmente, uma comunicação efetiva ocorreu entre as tripulações (...) e os dois navios manobraram para dar passagem com toda a segurança". O USS Cowpens navegava na zona do novo porta-aviões chinês, o Liaoning, quando ocorreu o incidente, precisou o funcionário.

As relações entre Washington e Pequim estão sob forte tensão após a decisão unilateral da China, em 23 de novembro, de instaurar uma zona aérea de identificação sobre grande parte do Mar da China Oriental, entre Coreia do Sul e Taiwan. Os Estados Unidos exortaram a China a renunciar à esta zona, e reforçaram sua presença naval na região, do mesmo modo que Tóquio e Seul.