01 de Outubro, 2013 - 10:37 ( Brasília )

Navio-Patrulha “Bracuí” volta às atividades operativas e realiza viagem à Venezuela


O Navio-Patrulha (NPa) “Bracuí” representou a Marinha do Brasil nas comemorações alusivas ao 190º Aniversário da Armada Bolivariana da Venezuela, entre os dias 10 de julho e 15 de agosto.
 
Após o Período de Manutenção Geral (PMG), iniciado em agosto de 2012, o Navio-Patrulha “Bracuí”, subordinado ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte (COMGPTPATNAVN), retornou as suas atividades, no dia 7 de julho, ingressando na fase II do adestramento.
 
Durante a realização do PMG, foram executados diversos serviços de grande monta, entre eles, a recuperação do sistema de geração e distribuição de energia, a revisão geral dos motores, reparos estruturais e a repotencialização dos guindastes.
 
No decorrer da viagem, foram realizados diversos exercícios, de forma a incrementar o adestramento e preparar o navio para a continuação da inspeção operativa, a fim de ascender à fase III do adestramento. Além disso, foi realizada patrulha naval na área da fronteira marítima com a Guiana Francesa, em conjunto com meios da Marinha Francesa, a fim de contribuir para a redução da pesca ilegal dos barcos brasileiros em águas francesas.
 
Ao chegar a Maracaibo, na Venezuela, no dia 22 de julho, foi realizada a Cerimônia de Passagem de Comando do NPa “Bracuí”, sendo a primeira vez que uma unidade subordinada ao ComPatNavN  realiza esse tipo de cerimônia no exterior. O evento foi presidido pelo Adido Naval do Brasil na Venezuela, Capitão-de-Mar-e-Guerra (FN) Eder Sampaio, assumindo o Comando do Navio, o Capitão-de-Corveta Fabiano José Ferreira Leal.
 
No dia 24 de julho, o meio naval participou do desfile alusivo ao Aniversário da Armada Bolivariana da Venezuela, aos 190 anos da Batalha Naval do Lago de Maracaibo e aos 230 anos do nascimento de Simón Bolivar, patrono daquele país.
 
Além do “Bracuí”, o desfile naval contou com a participação de navios da Armada Bolivariana da Venezuela; do Navio-Escola “Carlos Manuel de Céspedes”, de Cuba; e de cerca de 80 embarcações pesqueiras.
 
O NPa “Bracuí” esteve aberto à visitação pública em Maracaibo, nos dias 25 e 26 de julho, onde 2.743 pessoas tiveram a oportunidade de conhecer um pouco das atividades desenvolvidas pela Marinha do Brasil e de conceitos como o da “Amazônia Azul”.